Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Ativistas de Gaza lançam jornada para quebrar os limites navais israelenses

Um número de ativistas palestinos partiu em uma jornada marítima em direção aos limites navais estabelecidos por Israel em uma demonstração de protesto contra o cerco incapacitante do regime do enclave costeiro.


Pars Today

Na terça-feira, os palestinos se reuniram no porto da Cidade de Gaza, enquanto os barcos deveriam navegar para quebrar o cerco de 11 anos, que impediu que suprimentos médicos entrassem no território e que os pacientes saíssem.

Resultado de imagem para marinha israelense
Marinha israelense | Reprodução

Os barcos transportam um grupo de aproximadamente 30 pessoas, incluindo manifestantes palestinos feridos em manifestações de uma semana ao longo da cerca que separa Gaza dos territórios ocupados por Israel.

Em uma coletiva de imprensa realizada no porto da Cidade de Gaza, o organizador do plano, Salah Abd al-Ati, disse que a viagem está em conformidade com todos os regulamentos de direitos humanos que garantem o direito de viajar e transportar.

A Faixa de Gaza está sob cerco israelense desde junho de 2007. O bloqueio causou um declínio nos padrões de vida, assim como níveis sem precedentes de desemprego e pobreza implacável.

O regime israelense nega a cerca de 1,8 milhão de pessoas em Gaza seus direitos básicos, como liberdade de movimento, empregos com salários adequados, além de cuidados de saúde e educação adequados.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas