Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Vídeo mostra momento do encontro do submarino argentino Ara San Juan

Profissionais que operavam um dos veículos submarinos foram os primeiros a ver em tela as imagens da embarcação, que estava desaparecida desde 15 de novembro do ano passado. Submarino foi localizado a 907 metros de profundidade.
Por G1

Um vídeo divulgado neste domingo (18) mostra as primeiras imagens do submarino Ara San Juan, no momento em que profissionais da empresa Ocean Infinity o localizaram. O encontro foi anunciado pela Marinha da Argentina na madrugada de sábado.


No vídeo é possível ver quando a equipe que opera um dos veículos que fazia as buscas vê a embarcação pela primeira vez em uma região de cânions (espécie de rios submarinos), a 907 metros de profundidade, e a 600 km da cidade de Comodoro Rivadavia.

O Ara San Juan desapareceu em 15 de novembro de 2017, com 44 pessoas a bordo, e sofreu uma "implosão" no fundo das águas do Oceano Atlântico.

Segundo Enrique Balbi, porta-voz da Marinha, a proa, a popa e a vela se desprenderam do submarino e estão localizadas em uma á…

Aviões militares da Ucrânia levantam voo na zona de conflito em Donbass (VÍDEO)

Aviões das Forças Armadas da Ucrânia levantaram voo durante Operação das Forças Conjuntas (OOS, na sigla em russo) em Donbass.


Sputnik

A assessoria de imprensa da OOS escreveu no Facebook sobre voo, notando que as unidades estavam testando prontidão de seus aviões para ações de combate. A aviação treinou o apoio do ar das ações de outras unidades.


Caça do exército ucraniano sobrevoando a autoproclamada República Popular de Lugansk, Donbass
Sukhoi Su-27 ucraniano sobrevoando Donbass © Sputnik / Yevgeny Biyatov

"No decorrer do treinamento de atingir alvos de várias formas, a aviação completou a tarefa com sucesso", diz-se na declaração.

Agravamento da situação em Donbass

Ultimamente, o conflito em Donbass vem se agravando ainda mais. Por exemplo, na República Popular de Donetsk (RPD, na sigla em russo) relataram o agravamento da situação na região de Gorlovka. Além disso, em 27 de maio, o comando operacional da república comunicou que militantes posicionaram tanques e artilharia nos bairros residenciais da cidade de Dzerzhinsk, controlada por Kiev.

Em 28 de maio, as milícias independentistas da República Popular de Lugansk (RPL, na sigla em russo) contaram que militantes transportaram lançadores múltiplos de foguetes para a linha de contato.

Operação das Forças Conjuntas

Em 30 de abril, o presidente ucraniano, Pyotr Poroshenko, assinou decreto pondo fim à "operação antiterrorista" (assim em Kiev eram chamadas as ações dos militantes contra RPD e RPL) em Donbass que durou mais de quatro anos. Em vez disso, na região foi iniciada a Operação das Forças Conjuntas da Ucrânia, que não é mais controlada pelo Serviço de Segurança da Ucrânia como antes, mas por militares.

Entretanto, Poroshenko não excluiu a realização de "operações antiterroristas" caso "surja ameaça".


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas