Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã desloca sistema russo de defesa S-300 para a costa do golfo Pérsico (VÍDEO)

Uma coluna de caminhões iranianos transportando vários sistemas anti-aéreos russos S-300 Favorit para a costa do golfo Pérsico foi capturada em vídeo por um motorista e postada no YouTube.
Sputnik

O vídeo mostra como caminhões transportam partes dos sistemas antiaéreos e coincide com a escalada de tensão entre os Estados Unidos e o Irã com o envio de um grupo de combate naval dos EUA para a costa iranianas, relata Alarabiya.


Segundo o jornal russo Rossiyiskaya Gazeta, o envio dessas unidades do S-300 para a costa persa responde à crescente presença militar e naval dos Estados Unidos. O artigo também explica que as unidades não viajam sozinhas por via terrestre e fazem isso em caminhões para preservar sua vida útil e garantir a segurança durante a viagem.

Em 13 de maio, o comandante das Forças Aeroespaciais da Guarda Revolucionária Islâmica, Amir Ali Hajizadé, assegurou que o país persa estava pronto para atacar os Estados Unidos devido à presença do referido grupo naval na região.

Hajizadé…

Aviões norte-americanos realizam reconhecimento perto das fronteiras russas

Dois aviões norte-americanos realizaram voos de reconhecimento perto das fronteiras da Rússia, segundo o portal Mil Radar, que monitora as atividades da aviação militar.


Sputnik

Segundo mostram as fotos publicadas no Twitter, um avião de reconhecimento RC-135V estadunidense, que saiu da base de Mildenhall no Reino Unido, sobrevoou o mar Báltico e a Polônia perto da região russa de Kaliningrado.


Avião de reconhecimento da Força Aérea dos EUA RC-135 (foto de arquivo)
Boeing RC-135 da USAF © AFP 2018 / GREG DAVIS / USAF

O outro avião, um Boeing P-8A Poseidon da Força Aérea dos EUA, decolou da base de Amari na Estônia e também realizou um voo sobre o mar Báltico perto da fronteira russa.

Em 2 de maio, a mídia estadunidense informou que um caça russo Su-27 tinha interceptado um avião antissubmarino norte-americano Boeing P-8 Poseidon sobre o Báltico, descrevendo que as ações do piloto russo não representaram risco mas não foram profissionais.

O Ministério da Defesa da Rússia, por sua parte, relatou que, apenas na última semana de abril, 17 aviões estrangeiros realizaram voos de reconhecimento perto das fronteiras russa. Caças russos levantaram voo dez vezes para interceptar e escoltar estas aeronaves.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas