Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

Caça Gripen E pronto para testes de cargas externas

O caça Gripen E, da Saab, está pronto para iniciar seu próximo grande período de testes, já que a aeronave de nova geração continua no caminho para entrega a partir do próximo ano, segundo o fabricante sueco.


Poder Aéreo

“Estamos nos preparando para a próxima fase de testes de voo – ou seja, cargas externas”, diz Jonas Hjelm, chefe da unidade de negócios de aeronáutica da Saab. Desde a estréia do primeiro protótipo em junho de 2017, o programa permaneceu no caminho, diz ele, com marcos recentes, incluindo voos supersônicos.

Caça Gripen E de nova geração da Saab. A Força Aérea Brasileira encomendou um primeiro lote de 36 aeronaves
Caça Gripen E de nova geração da Saab. A Força Aérea Brasileira encomendou um primeiro lote de 36 aeronaves

“Estamos no caminho certo. Vamos entregar de acordo com os contratos que temos”, confirma Hjelm. A Saab tem pedidos atuais das Forças Aéreas Sueca e Brasileira para um total de 96 caças modelo E/F, com ambos esperando receber seus primeiros exemplos antes do final de 2019.

Falando durante o seminário anual Gripen em Estocolmo, em 16 de maio, Hjelm não revelou quando os dois protótipos remanescentes do programa vão se juntar à frota de testes, mas disse que “eles voarão em um futuro não muito distante”.

Apontando para a adoção da Saab de uma filosofia de desenvolvimento de software do tipo aplicativo com o Gripen E, ele observa: “Resolvemos como se reconfigura uma aeronave sem comprometer a parte crítica de voo. Isso realmente terá impacto sobre como podemos adaptar a aeronave a novos desafios.”

Enquanto isso, o evento anual Gripen User Group ocorreu no início deste mês no Brasil, onde a construção de uma nova planta de aeroestruturas apoiada pela Saab/Akaer também está avançando.

A Saab completou recentemente uma atividade de atualização para levar os Gripen C/D da Força Aérea Checa ao seu mais recente padrão operacional MS20, que foi lançado pela Suécia em 2016.

“A Força Aérea Checa realmente melhorará suas capacidades gerais” como resultado da atualização, diz Hjelm. “Sabemos que outros clientes seguirão: o próximo na fila para obter essas capacidades aprimoradas é a Força Aérea Húngara.” A África do Sul e a Tailândia também são usuários atuais dos modelos C/D.

FONTE: FlightGlobal

Postar um comentário

Postagens mais visitadas