Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Condenam na Alemanha violência de Israel contra os palestinos em Gaza

O governo e os partidos políticos alemães reagiram hoje em massa violência por parte do exército israelense contra os palestinos na linha de demarcação com Gaza com um saldo de 60 mortos e dois mil e 771 feridos.


Prensa Latina
Berlim - O Ministério das Relações Exteriores expressou mediante um comunicado de imprensa sua rejeição ao massacre e indicou que 'o direito ao protesto pacífico deve ser respeitado também na Faixa de Gaza'.

Reprodução

'Deve ser respeitado o princípio de proporcionalidade nas medidas tomadas', destacou o governo alemão em relação com o argumento de Israel sobre o suposto propósito de proteger suas fronteiras, respaldo para justificar sua agressão.

Em seu comunicado, o Ministério das Relações Exteriores referiu-se, também, à 'triste situação humanitária na Faixa de Gaza', e reiterou o compromisso da Alemanha de contribuir para melhorar a situação dos palestinos mediante ajuda ao desenvolvimento.

Enquanto, representantes da oposição criticaram mais duramente a repressão israelense contra os manifestantes em Gaza.

O presidente dos Verdes, Robert Habeck, assegurou que o premiê israelense, Benjamin Netanyahu, 'agravou a crise atirando cocktails molotov dentro de um incêndio'.

Por sua vez Dietmar Bartsch, o chefe da bancada do Partido de Esquerda (Die Linke), acusou o presidente estadounidense, Donald Trump, de manter uma 'política cega que entorpece o processo de paz' nessa região.

A bancada do Die Linke no parlamento demandou nesta terça-feira o fim imediato das exportações de armas da Alemanha para Israel e apoiou a exigência de uma investigação internacional e independente sobre a violência em massa por parte do exército desse país contra os palestinos.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas