Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

Contingente militar francês é flagrado na Síria

De acordo com informações fornecidas pelas Forças Democráticas da Síria (SDF, na sigla em inglês), a França está aumentando sua presença militar ao redor da cidade síria de Manbij.


Sputnik

A Sputnik recebeu uma foto que mostra dois veículos de combate com militares franceses na área do rio Sajur, Manbij. Um dos veículos tem a bandeira dos EUA, enquanto o segundo ostenta a bandeira francesa.


Veículos Hummer dos EUA e França em Manjib com bandeiras bem visíveis

Um membro sénior do Conselho Militar de Manbij afirmou à Sputnik que 50 soldados franceses estão deslocados na área. Além disso, atualmente está sendo construída uma base militar da França no norte da cidade.

"Recentemente os militares franceses chegaram a Manbij Agora estão ocupados a construir uma nova base militar no norte de Manbij. Eles estão aumentando sua presença na região com o objetivo de prevenir uma possível operação por parte das Forças Armadas da Turquia e unidades do Exército Livre da Síria", comunicou o interlocutor da agência.

Além disso, ele adicionou que os militares franceses estão constantemente patrulhando a área do rio Sajur.

"Em serviço, eles usam blindados nos quais a bandeira francesa é visível. Há aproximadamente 50 militares franceses na fronteira de Manbij", sublinhou.

No momento, as forças da França estão presentes em cinco bases militares nas áreas controladas pelas Unidades de Proteção Popular curdas (YPG).

Em março, o presidente francês, Emmanuel Macron, encontrou-se com uma delegação das Forças Democráticas da Síria, lideradas pelos curdos, garantindo-lhes o apoio do seu país, em particular no que diz respeito à estabilização da situação no nordeste da Síria. Após o encontro, um alto funcionário curdo afirmou que Paris enviará mais tropas para esta região síria.

Postar um comentário