Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares revelam como suas vidas foram destruídas pelo Exército dos EUA

O Twitter oficial do Exército dos EUA realizou uma pesquisa para averiguar como o serviço impactou a vida de seus militares.
Sputnik

Atualmente, mais de 9.000 pessoas já compartilharam suas opiniões. Apesar de constatarem que o serviço no Exército fortalece fisicamente e emocionalmente as pessoas, dando algum sentido às suas vidas e abrindo perspectivas profissionais, há muitos outros comentários com declarações céticas e críticas sobre a influência do Exército dos EUA no mundo, no país e na sua vida pessoal.

Várias pessoas compartilharam histórias de seus familiares que cometeram suicídio, sofreram de transtorno por estresse pós-traumático, passaram por mudanças radicais de caráter e comportamento ou deixaram de ser saudáveis depois de participarem em ações militares dos EUA.

Além disso, há aqueles cujos familiares ou eles próprios foram abusados durante o serviço.

Outros usuários recordaram que os horrores da guerra deixam cicatrizes na mente.

Diversos outros usuários da rede social compa…

Contingente militar francês é flagrado na Síria

De acordo com informações fornecidas pelas Forças Democráticas da Síria (SDF, na sigla em inglês), a França está aumentando sua presença militar ao redor da cidade síria de Manbij.


Sputnik

A Sputnik recebeu uma foto que mostra dois veículos de combate com militares franceses na área do rio Sajur, Manbij. Um dos veículos tem a bandeira dos EUA, enquanto o segundo ostenta a bandeira francesa.


Veículos Hummer dos EUA e França em Manjib com bandeiras bem visíveis

Um membro sénior do Conselho Militar de Manbij afirmou à Sputnik que 50 soldados franceses estão deslocados na área. Além disso, atualmente está sendo construída uma base militar da França no norte da cidade.

"Recentemente os militares franceses chegaram a Manbij Agora estão ocupados a construir uma nova base militar no norte de Manbij. Eles estão aumentando sua presença na região com o objetivo de prevenir uma possível operação por parte das Forças Armadas da Turquia e unidades do Exército Livre da Síria", comunicou o interlocutor da agência.

Além disso, ele adicionou que os militares franceses estão constantemente patrulhando a área do rio Sajur.

"Em serviço, eles usam blindados nos quais a bandeira francesa é visível. Há aproximadamente 50 militares franceses na fronteira de Manbij", sublinhou.

No momento, as forças da França estão presentes em cinco bases militares nas áreas controladas pelas Unidades de Proteção Popular curdas (YPG).

Em março, o presidente francês, Emmanuel Macron, encontrou-se com uma delegação das Forças Democráticas da Síria, lideradas pelos curdos, garantindo-lhes o apoio do seu país, em particular no que diz respeito à estabilização da situação no nordeste da Síria. Após o encontro, um alto funcionário curdo afirmou que Paris enviará mais tropas para esta região síria.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas