Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Donetsk declara estar em prontidão de combate para se defender de suposta ofensiva de Kiev

Os destacamentos da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) estão em prontidão de combate total e completamente equipados com todo o necessário para o caso de haver uma possível ofensiva das Forças Armadas da Ucrânia em Donbass, declarou aos jornalistas o vice-comandante da Milícia Popular da RPD, Eduard Basurin.
Sputnik

Anteriormente, Donetsk denunciou a preparação de um grande ataque por parte de Kiev no sul da região de Donetsk com uso de veículos blindados pesados, artilharia e lançadores múltiplos de foguetes.


Segundo dados da inteligência, a ofensiva foi programada para 14 de dezembro com o objetivo final de tomar sob controle a fronteira com a Rússia. O líder da RPD, Denis Pushilin, declarou por sua vez que as forças de Donetsk estavam prontas para repelir o ataque.

"Todas as unidades militares foram colocadas em prontidão de combate total. Desde o momento em que recebemos informação sobre a preparação de uma ofensiva em grande escala do lado ucraniano, os nossos des…

Coreia do Norte teria concordado com inspeção nuclear e eliminação de mísseis

Pela primeira vez, a Coreia do Norte dará acesso a seu arsenal nuclear para observadores internacionais. Além do mais, o país disse estar pronto a eliminar seus mísseis intercontinentais, comunicou a edição Asahi.


Sputnik

No momento, as condições e formas de realização da completa desnuclearização estão sendo debatidas na véspera da reunião de alto nível entre a Coreia do Norte e os EUA.


Exército Popular da Coreia apresenta, em desfile, complexos de lançamento de mísseis balísticos intercontinentais (foto de arquivo)
Mísseis norte-coreanos em desfile © Sputnik / Ilia Pitalev

De acordo com a edição, um grupo de três pessoas – entre eles, funcionários da CIA e especialistas em armamento nuclear, visitaram a Coreia do Norte no final de abril, permanecendo no país por uma semana.

Após a visita, a Coreia do Norte teria concordado em eliminar mísseis balísticos, bem como aceitou que observadores internacionais pudessem visitar seu arsenal nuclear.

Enquanto isso, os prazos da eliminação do armamento nuclear, e o benefício que Pyongyang pode ganhar "em troca", estão sendo discutidos, segundo a mídia.

No final de abril, o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un e seu homólogo sul-coreano, Moon Jae-in, realizaram um encontro na zona desmilitarizada que separa as duas Coreias, em Panmunjom, na última sexta-feira. Durante a reunião, os líderes dos países assinaram uma declaração conjunta, concordando em tomar medidas para apoiar os esforços internacionais que visam a desnuclearização da península coreana e prosseguir com os programas de reunião das famílias coreanas separadas.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas