Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Executiva da Huawei deixa a prisão após pagar fiança no Canadá; ex-diplomata canadense é preso na China

Justiça aceitou pedido da chinesa, que foi detida a pedido dos Estados Unidos e corria risco de extradição. Fiança estipulada fixada em US$ 7,5 milhões.
Por G1

A diretora financeira da Huawei, Meng Wanzhou, foi solta nesta quarta-feira (12) depois de passar 11 dias presa no Canadá.

A executiva teve aceito o pedido de liberdade condicional, por um juiz canadense. O valor da fiança foi fixado em 10 milhões de dólares canadenses (US$ 7,5 milhões).

Meng saiu da prisão poucas horas depois da ordem do juiz, informou o canal Global News.

"O risco de que não se apresente perante o tribunal (para uma audiência de extradição) pode ser reduzido a um nível aceitável, impondo as condições de fiança propostas por seu assessor", disse o juiz, aplaudido na sala do tribunal pelos partidários da empresa chinesa, informa a France Presse.

As condições de libertação incluem a entrega de seus dois passaportes, que permaneça em uma de suas residências de Vancouver e use tornozeleira eletrônica. Além dis…

Coreia do Sul afirma continuaidade da 'postura bilateral de defesa' com EUA

O conselheiro de segurança nacional dos EUA, John Bolton, e seu homólogo sul-coreano, Chung Eui-yong, reafirmaram nesta sexta-feira que não existem planos para mudar a "postura bilateral de defesa" dos dois países na Coreia do Sul.


Sputnik

As duas autoridades, que se encontraram em Washington, também discutiram o aguardado encontro entre Trump e o líder norte-coreano, Kim Jong-un e começaram os preparativos para a visita do presidente sul-coreano Moon Jae-in à Casa Branca em 22 de maio.


Sistema de mísseis Patriot
Sistema antiaéreo norte-americano Patriot © AFP 2018 / KIM JAE-HWAN

"Os dois embaixadores reafirmaram que não há planos na República da Coreia para mudar a situação de defesa bilateral entre os EUA e a Coreia do Sul", informou a Casa Branca em comunicado.

Durante a semana, presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in, descartou categoricamente a possibilidades de retirada das tropas norte-americanas, instaladas no país, caso o tratado de paz com Coreia do Norte seja celebrado.

Os presidentes das Coreias se reuniram no dia 27 de abril. A cúpula foi organizada no território da Coreia do Sul, no povoado fronteiriço de Panmunjom, que faz parte da zona desmilitarizada.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas