Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Daesh lança 'principal' nova ofensiva em direção a Palmira

O grupo terrorista já capturou e posteriormente perdeu a antiga cidade síria na província de Homs em duas ocasiões, em que as forças sírias foram auxiliadas pelo apoio aéreo russo em 2016 e 2017.


Sputnik

Uma fonte militar síria em Homs disse ao site de notícias Al-Masdar News que o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países) lançou uma importante ofensiva na manhã da quarta-feira (30).

Soldados do Exército da Síria dirigem através do Arco do Triunfo da cidade histórica de Palmira, em Homs, Síria (imagem de arquivo)
Militares sírios em Palmira © REUTERS / Omar Sanadiki

De acordo com a fonte, o grupo terrorista está tentando sair de um grande bolsão na área de Badiya, região desértica síria, e atacou posições do exército da Síria a leste da estação de petróleo T-3 — principal estação de extração de petróleo bruto, localizada perto da cidade de Palmira. Militantes supostamente atacaram posições sírias na área de Hamimah, antigo bastião do Daesh.

Comunica-se que o Daesh continua sua ofensiva, embora nenhum ganho ou perda territorial tenha sido relatado por nenhum dos lados.

Primeiramente, o grupo terrorista conquistou Palmira em maio de 2015, aterrorizando a comunidade mundial com detonação de dezenas de obras históricas e abertura de campo de execução no Teatro Romano da cidade.

As forças da Síria, auxiliadas pela aviação russa, libertaram a cidade em março de 2016, mas a remoção de outras frentes sem querer permitiu ao Daesh recuperá-la em dezembro de 2016. Ao lançar nova ofensiva, as forças sírias e o poder aéreo russo recuperaram a cidade em março de 2017. Sapadores russos foram mobilizados para o Patrimônio Mundial da UNESCO no mesmo ano, limpando milhares de hectares de minas e dispositivos explosivos improvisados.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas