Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Drone dos EUA é avistado vigiando espaço aéreo de Donbass

No espaço aéreo de Donbass foi avistado um drone de reconhecimento norte-americano RQ-4 Global Hawk, comunicou nesta segunda-feira (7) o serviço de monitoramento de voos ItaMilRadar.


Sputnik

Segundo o serviço, o drone, com o número 10-2043, decolou na madrugada do dia 7 de maio da base naval norte-americana de Sigonella, situada na Sicília. Por volta das 14 horas, a aeronave sobrevoou o território de Donbass na área da cidade de Slavyansk.


Drone norte-americano RQ-4 Global Hawk (foto de arquivo)
Drone norte-americano RQ-4 Global Hawk © AP Photo / Northrop Grumman via U.S. Navy, Erik Hildebrandt

Anteriormente, o drone de reconhecimento norte-americano RQ-4A Global Hawk já tinha sido visto no espaço aéreo de Donbass. Naquela vez, a aeronave estava indo em direção da região russa de Rostov.

Ao longo dos últimos meses os voos de aeronaves de reconhecimento norte-americanas perto das fronteiras russas têm sido cada vez mais frequentes.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas