Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

Drone dos EUA é avistado vigiando espaço aéreo de Donbass

No espaço aéreo de Donbass foi avistado um drone de reconhecimento norte-americano RQ-4 Global Hawk, comunicou nesta segunda-feira (7) o serviço de monitoramento de voos ItaMilRadar.


Sputnik

Segundo o serviço, o drone, com o número 10-2043, decolou na madrugada do dia 7 de maio da base naval norte-americana de Sigonella, situada na Sicília. Por volta das 14 horas, a aeronave sobrevoou o território de Donbass na área da cidade de Slavyansk.


Drone norte-americano RQ-4 Global Hawk (foto de arquivo)
Drone norte-americano RQ-4 Global Hawk © AP Photo / Northrop Grumman via U.S. Navy, Erik Hildebrandt

Anteriormente, o drone de reconhecimento norte-americano RQ-4A Global Hawk já tinha sido visto no espaço aéreo de Donbass. Naquela vez, a aeronave estava indo em direção da região russa de Rostov.

Ao longo dos últimos meses os voos de aeronaves de reconhecimento norte-americanas perto das fronteiras russas têm sido cada vez mais frequentes.

Comentários

Postagens mais visitadas