Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Brasil comemora 20 anos do fim do conflito entre Peru e Equador

O Brasil irá comemorar nesta terça-feira os 20 anos do fim dos conflitos na fronteira entre Peru e Equador, que se prolongaram por quase 170 anos e que causaram várias guerras, tensões e enfrentamentos entre ambos os países.
EFE

Brasília - O Acordo Global e Definitivo de Paz entre Equador e Peru foi assinado em 26 de outubro de 1998 em Brasília, que voltará a ser palco de um encontro entre representantes dessas duas nações, mas agora para reafirmar "o valor e a eficácia da diplomacia e da solução pacífica de controvérsias", diz o comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

A cerimônia contará com a participação do equatoriano José Ayala Lasso e do peruano Fernando de Trazegnies Granda, que eram os chanceleres de seus países na ocasião da assinatura e tiveram participação ativa nas negociações, e será presidido pelo ministro das Relações Exteriores Aloysio Nunes.

Segundo a nota oficial, a comemoração "também evidencia, uma vez mais, a capacidade regional de responder e…

Drones subaquáticos russos Poseidon poderiam portar ogiva nuclear de 2 megatons

O veículo subaquático não tripulado russo Poseidon, que está em desenvolvimento, seria capaz de portar uma ogiva nuclear com capacidade de até dois megatons de trotil para destruição de bases militares marítimas inimigas, segundo comunicou uma fonte da indústria militar russa.


Sputnik

"O 'torpedo' do sistema multifuncional Poseidon seria capaz de portar diferentes cargas nucleares. A potência máxima de um monobloco corresponderá a uma carga termonuclear de dois megatons de trotil", declarou a fonte.

Imagem do novo drone submarino russo mostrada durante a mensagem anual de Vladimir Putin à Assembleia Federal Rússia
Ilustração de drone submarino russo © Foto : Ministério da Defesa da Rússia

O funcionário especificou que o drone subaquático será usado para "destruir bases navais fortificadas de possíveis inimigos".

Segundo ele, os drones Poseidon apresentados pelo presidente russo, Vladimir Putin, em março deste ano, atingirão velocidade de 60 a 70 nós (110 a 130 km/h), se moverão a um quilômetro de profundidade e terão alcance intercontinental.

Conforme outra fonte da indústria militar, os veículos Poseidon poderiam vir a entrar no arsenal da Marinha russa em conformidade com o programa de armas correspondente aos anos de 2018 a 2027 e a fazer parte de um novo submarino especializado.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas