Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Trump reconhece soberania de Israel sobre Colinas de Golã

Ao lado de Netanyahu, presidente dos EUA contradiz décadas de política externa e reconhece a soberania de Israel sobre o território, ocupado em 1967 e anexado em 1981. Síria vê ataque a sua integridade territorial.
Deutsch Welle

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu formalmente nesta segunda-feira (25/03) a soberania de Israel sobre as Colinas de Golã, um território disputado com a Síria e que Israel anexou em 1981.

O governo do presidente sírio, Basahr al-Assad, respondeu de imediato e afirmou que a decisão é um ataque à soberania e à integridade territorial da Síria.

O decreto de reconhecimento foi assinado no início de um encontro com o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, em Washington. Trump justificou a medida com as "ações agressivas" do Irã e de grupos "terroristas" contra Israel.

Netanyahu disse que se trata de um dia histórico e que Trump é o melhor amigo que Israel já teve.

Em Israel, o reconhecimento pode significar um forte i…

Equipamentos da OTAN encontrados na Síria sugerem preparativos para ataque químico

Equipamentos de proteção contra armas químicas foram encontrados entre o vasto estoque de armas da OTAN, descoberto nesta segunda-feira por militares sírios e membros do Centro Russo de Reconciliação em território liberado de militantes terroristas.


Sputnik

Comentando a descoberta desta segunda-feira, que incluia máscaras de gás e outros equipamentos, além de armas pesadas, o general de brigada na reserva libanês Amin Hteit alertou que o equipamento de proteção química apontava que possíveis preparativos estavam sendo feitos para mais um ataque falso envolvendo o uso de armas químicas.

Máscara de gás encontrada em laboratório clandestino, em Ghouta Oriental
© YouTube screengrab

"Os achados incluem uma grande quantidade de equipamentos associados aos ataques químicos", disse o ex-oficial, falando à Sputnik Brasil.

"Isso significa que um incidente envolvendo um ataque químico foi preparado pelos países da OTAN, com os militantes terroristas recebendo tudo o que precisavam para realizá-lo. Os países da OTAN, em primeiro lugar os Estados Unidos, organizam tais provocações para culpar o governo sírio", acrescentou Hteit.

"As forças armadas americanas e francesas estão ilegalmente baseadas em território sírio. A OTAN foi fundada como um bloco defensivo, mas agora se transformou em uma organização agressora", observou o ex-oficial.

Na segunda-feira, o representante do Centro Russo de Reconciliação na Síria, Andrei Nekipelov, relatou a descoberta de um grande depósito de armas e de equipamentos, incluindo mísseis antitanque Tow-2, metralhadoras, explosivos, máscaras de gás e outros equipamentos fabricados nos EUA, em al-Zaafaraniyah, na província de Homs.

As tropas do governo sírio relatam com frequência a descoberta de grandes quantidades de armas da OTAN ou fabricadas em Israel nos territórios liberados de terroristas.

OTAN e Tel Aviv geralmente se negam a comentar essas descobertas, mas têm apoiado publicamente o que classificam de oposição armada "moderada" desde o início da guerra civil no país árabe.

Um repórter da agência SANA confirmou nesta terça-feira que a operação militar para limpar a área de Homs de esconderijos ilegais continuará até que todas as armas sejam encontradas, permitindo que os moradores retornem à área. A zona rural ao norte de Homs foi declarada livre de terroristas na semana passada, depois que os últimos militantes e membros de suas famílias foram evacuados para o norte do país.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas