Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Estônia começa maiores manobras militares na história do país

Das manobras internacionais Siil participarão 15 mil militares, informou o quartel-general do exército do país.


Sputnik

Segundo o comunicado, os exercícios serão realizados entre 2 e 14 de maio no território de todo o país e no norte da Letônia.


Soldados estonianos durante a parada militar em Narva, Estônia
Militares estonianos © AFP 2018 / RAIGO PAJULA

As manobras serão as maiores desde a proclamação da independência do país. Delas participarão militares de 15 países, bem como os combatentes da milícia popular, funcionários da polícia e equipes de resgate.

Anteriormente, foi informado que em maio e junho de 2018 na Letônia serão efetuadas cinco manobras de grande escala.

Em julho de 2016, a OTAN aprovou um aumento sem precedentes de sua presença militar na Europa Oriental, mais especificamente na Estônia, Letônia, Lituânia e Polônia, ao decidir introduzir batalhões multinacionais de mais de mil soldados em cada país.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas