Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

EUA advertem Síria sobre operações das forças de Assad na zona de segurança

Os EUA manifestaram preocupação com os relatos de possíveis ações por forças do governo sírio no sudoeste do país na zona de segurança. A declaração é da porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert.


Sputnik

Segundo ela, preocupação diz respeito "à operação de aproximação do regime de Assad no sudoeste da Síria dentro dos limites da zona de segurança, que foi acordada pelos Estados Unidos, Jordânia e a Federação Russa no ano passado".

Combatentes do Exército Livre da Síria caminham armados na cidade de Deraa
Terroristas do Exército Livre da Síria em Deraa © REUTERS / Alaa Al-Faqir

A porta-voz não especificou quais relatórios estavam sendo discutidos e o que tipo de operação os militares sírios estariam preparando. No entanto, ela alertou que os EUA "tomarão medidas drásticas em resposta a violações".

"Advertimos o regime sírio para qualquer ação que possa contribuir para o alargamento do conflito ou pôr em risco a trégua", disse Nauert.

A zona de segurança acordada pelos três países fica perto da cidade de Deraa, na Síria.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas