Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Irã ameaça romper limite de reservas de urânio; entenda o que país pode fazer se sair de acordo nuclear

Sem regulação, país pode adotar equipamentos mais modernos e rápidos e ampliar volume de enriquecimento de material que pode ser usado em armas nucleares. Acordo foi firmado em 2015 entre Irã e mais seis países, mas Trump retirou EUA em maio de 2018.
Associated Press

O Irã anunciou que irá exceder o limite de reservas de urânio determinado pelo acordo nuclear de 2015, ampliando as tensões no Oriente Médio.

O prazo de 27 de junho dado por Teerã vem antes de outra data limite, 7 de julho, para que a Europa apresente melhores termos para que o país permaneça no acordo. Se essa segunda data passar sem nenhuma ação, o presidente iraniano Hassan Rouhani diz que a república islâmica irá provavelmente retomar o alto enriquecimento de urânio.

Veja a seguir em que situação está o programa nuclear do Irã atualmente:

O acordo nuclear

O Irã fechou um acordo nuclear em 2015 com Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Rússia e China. O acordo, formalmente conhecido como Plano de Ação Conjunto Abran…

EUA advertem Síria sobre operações das forças de Assad na zona de segurança

Os EUA manifestaram preocupação com os relatos de possíveis ações por forças do governo sírio no sudoeste do país na zona de segurança. A declaração é da porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert.


Sputnik

Segundo ela, preocupação diz respeito "à operação de aproximação do regime de Assad no sudoeste da Síria dentro dos limites da zona de segurança, que foi acordada pelos Estados Unidos, Jordânia e a Federação Russa no ano passado".

Combatentes do Exército Livre da Síria caminham armados na cidade de Deraa
Terroristas do Exército Livre da Síria em Deraa © REUTERS / Alaa Al-Faqir

A porta-voz não especificou quais relatórios estavam sendo discutidos e o que tipo de operação os militares sírios estariam preparando. No entanto, ela alertou que os EUA "tomarão medidas drásticas em resposta a violações".

"Advertimos o regime sírio para qualquer ação que possa contribuir para o alargamento do conflito ou pôr em risco a trégua", disse Nauert.

A zona de segurança acordada pelos três países fica perto da cidade de Deraa, na Síria.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas