Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

EUA e aliados continuarão trabalhando para impedir Irã de construir bomba nuclear, diz Mattis

Os Estados Unidos continuarão trabalhando com seus aliados para garantir que o Irã não construa uma arma nuclear, disse nesta quarta-feira o secretário de Defesa dos Estados Unidos, Jim Mattis, um dia após o presidente Donald Trump se retirar do acordo nuclear internacional com Teerã.


Por Idrees Ali e Phil Stewart | 
Reuters

WASHINGTON - “Continuaremos trabalhando ao lado de nossos aliados e parceiros para garantir que o Irã nunca possa adquirir uma arma nuclear e trabalharemos com outras pessoas para lidar com o alcance da influência maligna do Irã”, disse Mattis em audiência num comitê do Senado dos EUA.


Resultado de imagem para Jim Mattis
Jim Mattis | Reprodução

“Esta administração continua comprometida em colocar a segurança, os interesses e o bem-estar dos nossos cidadãos em primeiro lugar”, disse Mattis.

Na véspera, Trump retirou os Estados Unidos do acordo nuclear com o Irã, aumentando o risco de conflito no Oriente Médio, desapontando os aliados europeus e lançando incertezas sobre o fornecimento global de petróleo.

Comentários

Postagens mais visitadas