Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

EUA pretendem envolver helicópteros russos em manobras

A infantaria naval norte-americana pretende utilizar helicópteros russos durante manobras, comunicou Marine Times.


Sputnik

Segundo a publicação, o comando das Unidades Expedicionárias do Corpo de Fuzileiros Navais dos Estados Unidos solicitou helicópteros russos com a finalidade de usá-los durante os treinamentos. Na qualidade de inimigo hipotético no exercício, pode atuar o Mi-24 ou Mi-17.


Helicópteros de combate Mi-24
Helicópteros de combate russos Mi-24 © Sputnik / Pavel Lisitcin

"O helicóptero de ataque, devido a seu tamanho, altura de voo, poder de fogo e capacidades de defesa móveis, representam uma ameaça especial, criando uma força beligerante realística, única e confiável", lê-se no comunicado.

De acordo com Marine Times, os helicópteros russos serão utilizados na qualidade de agressor e simularão ataques contra alvos aéreos e terrestres.

Segundo representantes do Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA, o envolvimento destas aeronaves durante treinamentos ajudará a "conhecer melhor as habilidades e os pontos fracos dos helicópteros inimigos".

O jornal não proporciona informações quanto ao possível fornecedor das aeronaves aos EUA. Porém, segundo ele, o equipamento militar russo pode ser adquirido através de "governos amigáveis" a Washington, tais como Ucrânia, Iraque e Afeganistão.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas