Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Especialista: exército sírio deteve 300 militares franceses de diversas patentes

O presidente Vladimir Putin, em conversa com o presidente sírio Bashar Assad, em Sochi, declarou que, devido ao sucesso da luta antiterrorista das forças sírias e ao início do processo político, as tropas estrangeiras deveriam se retirar do território da Síria.
Sputnik

"A declaração de Vladimir Putin durante seu encontro com Bashar Assad, sobre a necessidade da retirada dos contingentes estrangeiros da Síria, arruína os sonhos dos agressores, que contam com a tentativa de realizar seus objetivos na região através de mercenários criminosos", disse à Sputnik Árabe Akram al Shalli, analista da Gestão Síria de Crise e Guerras Preventivas.

"Nas mãos do exército sírio há oficiais dos serviços de inteligência dos EUA, Grã-Bretanha, países árabes e Israel. Por exemplo, só o número de militares franceses de diversos escalões é de 300 pessoas. Notamos tentativas de exercer pressão sobre o governo sírio, inclusive para libertar os militares estrangeiros presos. Mas esses sonhos não p…

EUA proíbem Ucrânia de usar os complexos de mísseis Javelin em Donbass

O vice-ministro ucraniano para as questões dos territórios ocupados e cidadãos deslocados, Georgy Tuka, explicou por que os complexos de mísseis Javelin norte-americanos não estão presentes na linha de contato em Donbass.


Sputnik

De acordo com o vice-ministro, entrevistado pelo canal de TV Pryamoi, hoje em dia existem "certas restrições" por parte dos EUA para o uso dos complexos Javelin.


Lançamento a partir do sistema Javelin, foto de arquivo
Javelin em ação | CC0 / U.S. Army Europe / Saber Strike 2016

"A condição é não usar estes complexos nomeadamente na linha de contato", frisou.

Ao mesmo tempo, o político acrescentou que a proibição pode ser levantada "em qualquer momento".

"Eu suponho que nesta situação, como se diz, de beco sem saída, vamos receber a autorização norte-americana de usar apenas dois-três complexos. Isto reduzirá a arrogância do inimigo por um prazo bem longo", adiantou.

Em 2017, a administração estadunidense aprovou as entregas de armas a Kiev, inclusive de complexos antitanque móveis Javelin. Alguns dias atrás, o representante oficial do Departamento de Estado dos EUA comunicou que os equipamentos já tinham sido entregues à Ucrânia.

A Rússia, por sua vez, avisou várias vezes Washington de não dar tal passo, pois isto levaria apenas a uma escalada maior em Donbass.

Postar um comentário