Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA criticam bombardeiros russos na Venezuela: "Nós mandamos navio-hospital"

O coronel Robert Manning, porta-voz do Departamento de Defesa dos Estados Unidos, criticou com veemência nesta segunda-feira o envio de bombardeiros russos à Venezuela e citou o envio de navio-hospital à região como exemplo do compromisso de Washington com a região.
EFE

Washington - "O enfoque dos EUA sobre a região difere do enfoque da Rússia. No meio da tragédia, a Rússia envia bombardeiros à Venezuela e nós mandamos um navio-hospital", declarou Manning durante uma entrevista coletiva realizada hoje no Pentágono.


O militar se referia com estas palavras ao USNS Comfort, que partiu em meados de outubro rumo à América Central e à América do Sul para oferecer ajuda sanitária aos milhares de refugiados venezuelanos amparados por diversos países da região.

"Enquanto nós oferecemos ajuda humanitária, a Rússia envia bombardeiros", lamentou Manning em referência ao envio uma esquadrilha de aviões russos, incluindo dois bombardeiros estratégicos T-160, capazes de carregar bomb…

Expedição encontra submarino soviético naufragado durante 2ª Guerra Mundial

O submarino soviético Sch-405 do tipo Schuka (Lúcio) desapareceu durante a Segunda Guerra Mundial. Em 11 de junho de 1942, o submarino partiu do porto da cidade de Kronshtadt rumo à ilha de Lavansaari, atual Moschny, mas nunca chegou ao destino.


Sputnik

Uma expedição russa revelou o local do naufrágio perto da ilha de Seskar no golfo da Finlândia, informa o diretor da equipe Konstantin Bogdanov.


Submarino soviético Severyanka no oceano Atlântico (imagem referencial)
Submarino soviético Severianka no Oceano Atlântico © Sputnik / Fedorovsky

O líder da expedição Reverência aos barcos da Grande Vitória explicou que o submarino, que agora se encontra a 50 metros de profundidade, explodiu em 1942 por uma mina. O especialista adicionou que durante a inspeção foi descoberto que a proa do submarino foi arrancada.

Bogdanov assinalou que a expedição continuará até 9 de maio, quando na Rússia é celebrado o Dia da Vitória sobre a Alemanha nazista na Grande Guerra pela Pátria que faz parte da Segunda Guerra Mundial.

As expedições Reverência aos barcos da Grande Vitória são realizadas desde 2005 em lugares onde naufragaram barcos e submarinos soviéticos durante a Segunda Guerra Mundial. A iniciativa recebe apoio do Ministério da Defesa da Rússia e da Fundação de Subsídios Presidenciais. Desde então, foram encontrados mais de 10 embarcações.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas