Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Rússia testará novo avião de transporte militar até o final do ano

Il-112V deverá substituir modelos soviéticos An-24 e An-26, considerados obsoletos.
Nikolai Litôvkin | Russia Beyond

A nova aeronave de transporte militar Il-112V completou os testes de fábrica e está sendo preparada para o primeiro voo, que está previsto para o final de 2018.


Caso os testes sejam bem sucedidos, o Il-112V substituirá nas Forças Armadas russas os modelos An-24 e An-26, desenvolvidos no início dos anos 1960.

O Ilyushin Il-112 é um avião de transporte militar leve de asa alta que está sendo desenvolvido pela Ilyushin Aviation Complex para transporte de cargas militares, equipamentos e pessoal.

Sua capacidade de carga máxima "útil" a bordo será de até cinco toneladas.

Os projetistas pretendem desenvolver duas versões do avião: uma com hangares estendidos para o transporte de equipamentos militares, carga e soldados; e outra, civil, para o transporte de passageiros e carga leve.

O Il-112V é um monoplano com configuração aerodinâmica tradicional e dois poderosos motores…

Filipinas e EUA iniciam manobras militares anuais

Filipinas e Estados Unidos iniciaram nesta segunda-feira as suas principais manobras militares anuais, que acontecem em um momento de relativa tensão na região após ser revelado que a China enviou mísseis de cruzeiro ao arquipélago Spratly, em Mar da China Meridional e cuja soberania é disputada por seis governos.


EFE

Manila - Os exercícios, conhecidos como "Balikatan", contam com a participação de 5.000 soldados filipinos e 3.000 americanos que farão operações de "defesa mútua, antiterrorismo e resposta humanitária e de desastres", relatou à Agência Efe o porta-voz das Forças Armadas das Filipinas, Restituto Padilla.


EFE/EPA/MARK R. CRISTINO
EFE/EPA/MARK R. CRISTINO

A 34ª edição das manobras conjuntas, às quais também se somarão alguns soldados de Austrália e Japão, começou com uma cerimônia na base de Campo Consoada, em Cidade Quezon, ao norte de Manila.

O "Balikatan" incluirá fogo real e simulações de operações antiterroristas urbanas para recriar situações como a rebelião que no ano passado grupos afins ao Estado Islâmico realizaram na cidade de Marawi, no sul do país, onde se prolongaram os combates durante cinco meses e com resultado de mais de mil mortos.

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, prometeu após chegar ao poder em junho de 2016 que suspenderia as manobras militares conjuntas com os EUA, embora finalmente só tenha reduzido o número de tropas (5.300 soldados em 2017 em relação aos 11.000 do ano anterior).

A edição deste ano acontece em um momento de relativa tensão no Mar da China Meridional, onde Brunei, China, Filipinas, Malásia, Taiwan e Vietnã reivindicam a soberania das ilhas Spratly, um grupo de cerca de cem recifes e ilhotas, a maioria despovoada, rica em jazidas de gás e petróleo, além de área de pesca.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas