Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China: 'Relatório do Pentágono distorce nossas intenções estratégicas'

A China rejeita firmemente as conclusões do relatório do Departamento de Defesa dos EUA sobre a situação militar e de segurança no país asiático, disse em comunicado o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Lu Kang.
Sputnik

"Em 17 de agosto, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos divulgou o relatório sobre a situação militar e de segurança na China, interpretando mal as intenções estratégicas da China e apresentando a chamada ‘ameaça militar chinesa' […] Os militares chineses expressam sua firme oposição a esse respeito", diz a declaração.

"As alegações do relatório dos EUA são pura especulação", disse Kang, explicando que o programa de modernização do Exército chinês se destina a defender "os interesses da soberania, segurança e desenvolvimento do país" e para "providenciar a paz, estabilidade e prosperidade globais".

O porta-voz do ministério chinês também reiterou a posição firme de seu país em relação a Taiwan, que ele definiu como u…

Forças de segurança de Israel fecham passagem da Faixa de Gaza

As Forças de Defesa Israelenses (FDI) anunciaram neste sábado (12) que a passagem de Kerem Shalom, a única aberta para mercadorias na fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza, será fechada até que danos causados por manifestantes palestinos sejam reparados.


Sputnik

"Devido à destruição de Kerem Shalom no lado palestino, o Ministro da Defesa, Avigdor Liberman, aprovou a recomendação de fechar a passagem. A travessia permanecerá fechada até que os danos causados pelos tumultos sejam reparados e reabrirão de acordo com uma avaliação da situação. A organização terrorista Hamas está prejudicando o bem-estar de Gaza", escreveram as Forças de Defesa de Israel no Twitter.


Manifestantes palestinos correm para se proteger de bombas de gás lacrimogêneo disparadas por soldados israelenses durante confrontos em Gaza (arquivo)
Palestinos de Gaza fugindo de ataque israelense © AP Photo / Adel Hana

Apesar das afirmações, a violência tem marcado a relação das FDI contra os manifestantes. Desarmados, dezenas de palestinos foram mortos a tiros desde o início das manifestações.

Dezenas de palestinos foram mortos e centenas de outros ficaram feridos quando as forças israelenses reprimiram as manifestações.

Espera-se que os protestos se intensifiquem ainda mais com a proximidade do Nakba em 15 de maio, data que marca o êxodo dos palestinos de suas casas como resultado da declaração de independência de Israel em 1948.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas