Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

General israelense conta sobre 1º uso militar de caças F-35

O primeiro uso dos caças F-35 de quinta geração ocorreu no céu sobre a Síria, disse o general de brigada israelense Shlomo Brom em entrevista ao Business Insider.


Sputnik

Anteriormente, o comandante da Força Aérea israelense Amikam Norkin disse que Israel foi o primeiro país a usar o F-35 em combate. Segundo ele, esses caças já foram "usados duas vezes em várias frentes", mas ele não mencionou detalhes sobre as operações.

Caças israelenses F-35 realizam voo em Jerusalém durante comemorações do 69º Dia da Independência, em 2 de maio de 2017
F-35 Lightining II israelenses © AFP 2018 / Thomas Coex

O general afirmou que Israel decidiu usar o F-35 em 10 de maio. Em seguida, Tel Aviv acusou as forças iranianas al-Quds de lançar 20 mísseis nas Colinas de Golã, depois que a Força Aérea de Israel atacou instalações militares e depósitos de munição na Síria. Em ataque semelhante realizado em fevereiro, caças F-15 e F-16 foram usados, sendo que um deles foi abatido pelos sírios, observa Brom.

Em Damasco foi declarado que as forças de defesa antiaérea sírias derrubaram "dezenas de mísseis", a maioria deles não alcançou o objetivo. Os restantes atingiram "alguns cálculos da defesa antiaérea, radar e depósito de munição". Como resultado do ataque, três pessoas morreram.

Israel é o único país que possui caças F-35 no Oriente Médio. Ele encomendou dos EUA 50 aviões, 9 dos quais já receberam.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas