Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Intervenção militar é assunto do século passado, diz Etchegoyen

General não vê ninguém nas Forças Armadas pensando nisso


André Brito | Diário do Poder

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional, general Sérgio Etchegoyen, disse que intervenção militar é “assunto do século passado”. “É uma pergunta que, do ponto de vista pessoal, não vejo mais nenhum sentido. Mas ainda existe alguém, algumas pessoas que acham que essa alternativa é possível”.

Sergio Etchegoyen disse que intervenção militar é coisa do século passado

A afirmação foi feita após reunião com o gabinete que acompanha a greve do caminhoneiros na tarde desta terça (29). O general destacou, entretanto, ser preciso compreender os motivos que fazem com que parte da sociedade enxergue a intervenção militar como a melhor solução. O ministro não descartou esse tipo de manifestação como ação de “oportunistas” que impedem a retomada da normalidade.

A reunião do Grupo de Acompanhamento da Normalização do Abastecimento contou com a presença de ministros de diversas áreas para debater o cenário atual e a evolução da paralisação dos caminhoneiros.

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas