Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Irã ataca Israel a partir da Síria

O exército israelense afirmou que forças do Irã instaladas na Síria lançaram um ataque de mísseis contra as Colinas de Golã na madrugada desta quinta-feira (10). As sirenes de ataque aéreo foram ligadas e não há relatos de vítimas até o momento.


Sputnik

"Lançamentos de cerca de 20 mísseis foram registrados por volta da meia-noite em direção às posições de fronteira nas Colinas de Golã pelas forças al-Quds do Irã", afirmou porta-voz do Exército de Israel.


Soldado e tanques israelenses perto da fronteira com a Síria (foto de arquivo).
Tropas israelenses na fronteira com a Síria © AP Photo / Ariel Schalit

De acordo com o The Times of Israel, os moradores da região foram orientados a procurar abrigos e há relatos de que a população ouviu explosões barulhentas e repetidas.

A publicação afirmou que alguns dos mísseis foram interceptados pelo sistema de defesa Iron Dome e que Israel revidou atacando posições sírias nas proximidades com artilharia.

O Exército de Israel afirmou que enxerga o episódio "com grande severidade" e que está preparado para "uma ampla variedade de cenários".

O incidente ocorre na mesma semana em que a mídia síria culpou Israel por um ataque com mísseis ao sul de sua capital, Damasco, e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, retirou Washington do acordo nuclear do Irã.

Ainda nesta semana, Israel afirmou que havia notado atividades irregulares na região por parte das forças iranianas e colocou suas tropas em alerta máximo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas