Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Irã chama premiê israelense de 'mentiroso infame' sobre alegações nucleares

Depois de Israel ter acusado o Irã do desenvolvimento do programa secreto de armas nucleares, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano classificou alegações como "esgotadas, inúteis e vergonhosas".


Sputnik

Bahram Ghasemi chamou as acusações de Teerã estar mentindo sobre suas ambições nucleares de "esgotadas, inúteis e vergonhosas".


Premiê israelense, Benjamin Netanyahu, falando sobre o programa nuclear iraniano com mapa de provas no plano de fundo, Tel Aviv, 30 de abril
Benjamin Netanyahu em sua apresentação © AFP 2018/ Jack GUEZ

"Netanyahu e o regime sionista notório, que mata crianças, deve ter percebido que as pessoas do mundo têm bastante consciência e conhecimento", adicionou.

Na segunda-feira (30), Israel acusou o país persa de desenvolver um programa secreto de armas nucleares. Durante discurso, Netanyahu mostrou supostas provas do programa secreto iraniano chamado Amad, ou seja, de que República Islâmica do Irã estaria desenvolvendo um programa secreto de armamento nuclear.

O premiê israelense declarou que Israel compartilhou informação do programa nuclear secreto do Irã com os serviços de inteligência dos EUA, e se mostrou confiante que Trump "tomará decisão correta" quanto ao abandono ou não do acordo com o Irã.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas