Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Irã chama premiê israelense de 'mentiroso infame' sobre alegações nucleares

Depois de Israel ter acusado o Irã do desenvolvimento do programa secreto de armas nucleares, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores iraniano classificou alegações como "esgotadas, inúteis e vergonhosas".


Sputnik

Bahram Ghasemi chamou as acusações de Teerã estar mentindo sobre suas ambições nucleares de "esgotadas, inúteis e vergonhosas".


Premiê israelense, Benjamin Netanyahu, falando sobre o programa nuclear iraniano com mapa de provas no plano de fundo, Tel Aviv, 30 de abril
Benjamin Netanyahu em sua apresentação © AFP 2018/ Jack GUEZ

"Netanyahu e o regime sionista notório, que mata crianças, deve ter percebido que as pessoas do mundo têm bastante consciência e conhecimento", adicionou.

Na segunda-feira (30), Israel acusou o país persa de desenvolver um programa secreto de armas nucleares. Durante discurso, Netanyahu mostrou supostas provas do programa secreto iraniano chamado Amad, ou seja, de que República Islâmica do Irã estaria desenvolvendo um programa secreto de armamento nuclear.

O premiê israelense declarou que Israel compartilhou informação do programa nuclear secreto do Irã com os serviços de inteligência dos EUA, e se mostrou confiante que Trump "tomará decisão correta" quanto ao abandono ou não do acordo com o Irã.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas