Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Águas 'quentes' da Síria: fragata russa persegue submarino nuclear dos EUA

Durante sua última missão no mar Mediterrâneo em abril passado, a fragata Admiral Essen da Marinha russa conseguiu detectar e perseguir um submarino nuclear dos EUA perto da costa síria. Essa informação foi só agora tornada pública.
Sputnik

A fragata Admiral Essen, pertencente à Frota do Mar Negro, perseguiu o submarino estadunidense da classe Ohio durante mais de duas horas, comunica o jornal russo Izvestiya, citando o Estado-Maior da Marinha russa.

A tripulação do navio russo registrou os parâmetros principais do submarino para, em seguida, os adicionar ao retrato acústico do submersível.

A fragata havia partido para o mar Mediterrâneo em março e regressou à base de Sevastopol no fim de junho. Encontrava-se na zona costeira síria quando os EUA, o Reino Unido e a França atacaram a Síria com mísseis.

Além disso, no decurso da missão, a sua tripulação realizou uma série de manobras táticas. Em particular, treinou ataques contra alvos marítimos e aéreos, combate em grupo e isolado, bem como…

'Irã está tentando transformar Síria em ponto de apoio para ataques a Israel'

Israel está pronto para adotar medidas preventivas para se proteger de ataques do Irã, que está tentando ganhar apoio no país vizinho – Síria, afirmou à Sputnik o ministro para Jerusalém e Assuntos da Diáspora de Israel, Zeev Elkin.


Sputnik

"Nós vamos introduzir medidas preventivas nunca antes introduzidas, a fim de impedir o fortalecimento militar do Irã na Síria", declarou Elkin, momentos antes do Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF, na sigla em inglês).

Soldado israelense caminha em antigo posto militar, usado para visitantes para ver as Colinas de Golã, perto da fronteira com a Síria, em 10 de maio de 2018
Militar israelense nas Colinas de Golã © AP Photo / Ariel Schalit

Os recentes ataques a Israel do território sírio foram citados pelo ministro como fonte de preocupação.

"O Irã está tentando transformar Síria em ponto de apoio para ataques a Israel. Recentemente, Israel foi atacado por 30 mísseis lançados do território sírio. É claro que Israel não podia fechar os olhos para tal situação", acrescentou Elkin.

A presença militar iraniana na Síria é também uma preocupação para o governo de Damasco, destacou a autoridade.

"Ao invés de se beneficiar da estabilidade, o país [Síria] praticamente paga o preço pela agressão iraniana. Não tenho dúvidas de que os interesses israelenses, russos e sírios correspondem à suspensão da presença militar iraniana no território da Síria", disse Elkin.

Israel declarou inúmeras vezes que não permitirá que o Irã transforme a Síria em uma base militar, e já lançou vários ataques a posições iranianas na Síria.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas