Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Iraque recebe novo lote de jatos KAI T-50 da Coreia do Sul

O Iraque recebeu uma nova leva de aviões de combate sul-coreanos, informou o Ministério da Defesa no dia 3 de maio.


Poder Aéreo

Bagdá (Iraque) – Uma declaração do Security Media Center disse que “um novo lote de T-50, formado por seis caças, chegou ao Iraque”.


KAI T-50IQ
Jatos KAI T-50IQ, do primeiro lote

Um contrato previamente assinado entre a Coreia do Sul e o Iraque declarava o fornecimento de 24 caças T-50IQ.

Assinado em 2013, o contrato estipulava que a entrega dos jatos começaria em abril de 2016, no entanto, a entrega foi adiada sem esclarecimentos do ministério.

O custo unitário de um jato de treinamento T-50 chega a cerca de US$ 21 milhões. A versão de ataque TA-50 custa US$ 25 milhões e a de caça FA-50, US$ 30 milhões.

Em abril, o Ministério do Exterior disse que o embaixador iraquiano na Coreia do Sul, Haider Shayya al-Barak, visitou a sede da empresa de fabricação KAI para acompanhar a execução do contrato dos caças T-50 IQ.

Os T-50 entraram em serviço nas forças sul-coreanas em 2005. Ele vai se juntar à frota do Iraque, que inclui caças F-16 dos EUA, aviões de ataque Sukhoi Su-25 e jatos de treinamento tchecos.

Comentários

Postagens mais visitadas