Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil prevê inaugurar estação na Antártica em 2020, oito anos após incêndio

Obra é executada por uma empresa chinesa e, segundo a Marinha, se aproxima do final. Incêndio em 2012 destruiu estação, e dois militares morreram.
Por Guilherme Mazui | G1 — Brasília

Passados sete anos desde o incêndio que destruiu a Estação Antártica Comandante Ferraz, a Marinha prevê inaugurar a nova estação em março de 2020.

Executada pela empresa chinesa Ceiec, a obra se aproxima do final, segundo a Marinha, que prevê concluir as obras civis e a instalação de máquinas e mobiliário até 31 de março, iniciando um período de testes do complexo científico até março de 2020. Após os testes, a estação poderá receber militares e pesquisadores.

"A previsão de inauguração é março de 2020, quando os pesquisadores e o Grupo-Base [de militares] deverão ocupar em definitivo as instalações da nova Estação Antártica Comandante Ferraz", informou a Marinha ao G1.

Com investimento de US$ 99,6 milhões, o complexo receberá profissionais que atuam no Programa Antártico Brasileiro (Proantar), criad…

Israel dobrará tropas em Gaza e Cisjordânia ante transferência da embaixada dos EUA

Três brigadas de infantaria serão mobilizadas na semana que vem, em prevenção a possíveis manifestações contra mudança da embaixada para Jerusalém.


France Presse

O exército israelense anunciou neste sábado (12) que dobrará suas unidades de combate em torno à Faixa de Gaza e na Cisjordânia ocupada para lidar com possíveis manifestações palestinas contra a transferência, na segunda-feira (14), da embaixada americana a Jerusalém.

Bandeiras de Israel e dos EUA são vistas no telhado de um prédio em um assentamento israelense em Jerusalém Oriental. (Foto: Ahmad Gharabli/AFP)
Bandeiras de Israel e dos EUA são vistas no telhado de um prédio em um assentamento israelense em Jerusalém Oriental. (Foto: Ahmad Gharabli/AFP)

Três brigadas de infantaria serão mobilizadas como reforço na semana que vem, duas delas em volta de Gaza e uma na Cisjordânia, o que permitirá quase dobrar o número de tropas de combate, indicou um porta-voz do exército ante a imprensa.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas