Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Israel inicia construção de barreira submarina com Gaza

Israel iniciou neste domingo os trabalhos de construção de uma barreira submarina na delimitação marítima com a Faixa de Gaza a fim de "prevenir infiltrações", anunciou o Ministério de Defesa.


EFE

Jerusalém - "Esta ação frustrará os objetivos do Hamas, que perderá outra capacidade estratégica e enorme quantidade de dinheiro", declarou o titular de Defesa, Avigdor Lieberman, sobre o controle do movimento islamita no enclave litorâneo, e ao qual culpa pelas incursões em território israelense.

EFE/
EFE

A barreira, "um tipo de píer impermeável único no mundo", consistirá em três camadas, incluindo uma abaixo do nível do mar, e estará completa no prazo de um ano, segundo um comunicado oficial.

O objetivo do estabelecimento deste obstáculo é prevenir "infiltrações", como as ocorridas durante a operação militar israelense de 2014 sobre o enclave litorâneo, quando um grupo do Hamas conseguiu nadar até o litoral israelense.

"A nova resposta à ameaça à segurança foi projetada para resistir às condições do mar e servir ao estabelecimento de defesa durante anos", ressaltou o comunicado.

Lieberman advertiu que Israel continuará "defendendo os cidadãos israelenses com força e sofisticação".

As autoridades israelenses também estão construindo uma barreira subterrânea na fronteira terrestre com Gaza para neutralizar os túneis de infiltração das milícias armadas palestinas, que foi a razão pela qual Israel lançou a operação militar Margem Protetora em 2014.

O chamado projeto "Obstáculo" consiste em um muro ao longo de 65 quilômetros, e estará dotado de sensores eletrônicos para detectar qualquer tentativa de infiltração.

Israel mantém um bloqueio da Faixa de Gaza desde 2007, quando o Hamas, considerada uma organização terrorista por Israel, a União Europeia, os Estados Unidos e outros países, tomou o controle do enclave litorâneo.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas