Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Caça F-22 dos EUA faz pouso de emergência no Alasca

Nesta quarta-feira (11), um caça de quinta geração F-22 Raptor da Força Aérea dos EUA fez um pouso de emergência em uma base militar no Alasca, de acordo com a agência AP.
Sputnik

De acordo com a agência, a aeronave aterrissou na base de Elmendorf-Richardson, na cidade de Anchorage, devido a uma falha no funcionamento do chassi de aterrissagem.

As imagens do acidente divulgadas pelo Facebook demonstram que uma das rodas não saiu e a aeronave acabou pousando sobre sua asa esquerda.

O piloto saiu ileso. Entretanto, a porta-voz da Força Aérea dos EUA, Erin Eaton, informou sobre o início de uma investigação da ocorrência.

Outros acidentes

O avião F-22 é um caça bimotor monolugar produzido pela corporação norte-americana Lockheed Martin. A Força Aérea dos EUA conta com 186 aeronaves do modelo.

Em abril, foi registrada uma falha de motor em um F-22 durante a decolagem da base aérea de Fallon, como resultado a aeronave acabou caindo sobre a pista.

Outro acidente, que também ocorreu em abril, teve lu…

Kremlin teme aumento de tensão após mudança da embaixada dos EUA a Jerusalém

O Kremlin expressou nesta segunda-feira o temor de que a abertura da embaixada dos Estados Unidos em Jerusalém ocasione um aumento da tensão em toda a região do Oriente Médio.


EFE

Moscou - "Temos esse temor. Já dissemos anteriormente", respondeu o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, ao ser questionado pela imprensa sobre o assunto.


Resultado de imagem para kremlin
Kremlin | Reprodução

Pouco antes, o ministro das Relações Exteriores russo, Sergey Lavrov, acusou a Casa Branca de danificar o direito internacional com decisões como a mudança da embaixada americana em Israel para Jerusalém e a saída unilateral do acordo nuclear com o Irã.

"Infelizmente, voltamos a comprovar que Washington busca revisar acordos internacionais fundamentais, como aconteceu com o acordo nuclear e como se viu com o problema de Jerusalém", disse Lavrov ao se reunir nesta segunda-feira em Moscou com o colega iraniano, Mohamad Yavad Zarif.

Os palestinos convocaram protestos tanto em Gaza como na Cisjordânia contra o mudança da embaixada americana, que contradiz o consenso internacional de não reconhecer soberania em Jerusalém até que palestinos e israelenses cheguem a um acordo de paz e estabeleçam as fronteiras.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas