Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Por que alguns países ocidentais não querem libertação de Idlib?

A libertação de Idlib marcará a vitória total das forças governamentais e o fracasso dos planos de países ocidentais de derrubar as autoridades legítimas sírias.
Sputnik

No entanto, segundo Pierre Le Corf, ativista francês que vive em Aleppo, a tarefa não será fácil. 


"Será muito difícil libertar Idlib, porque todas as forças da coalizão lideradas pelos EUA e governos [ocidentais] envolvidos na guerra até o momento se opõem à libertação da província", disse Le Corf à Sputnik França.

Ele comentou que assim que a província síria de Idlib for libertada, terá que "libertar as zonas ocupadas ilegalmente pelos EUA, França e até pela Itália no norte do país". Por esse motivo, nenhum desses países quer a libertação da província.

Le Corf salientou que a intenção de manter o status atual poderia levar a "um massacre da população civil de Idlib", referindo-se às múltiplas advertências dos militares sírios e russos sobre a possível encenação de ataques químicos com o prop…

Marinha dos Estados Unidos planeja instalar armas laser em seus navios

A Marinha dos EUA planeja instalar armas a laser Helios em navios de combate para substituir os canhões e os complexos de mísseis, escreve a mídia britânica citando fontes militares norte-americanos.


Sputnik

A edição Daily Star comunica que o complexo Helios vai substituir o sistema de artilharia Phalanx MS-15 e poderá proteger os navios de toda uma série de ameaças.


Resultado de imagem para us navy laser
U.S. Navy Laser Gun Demonstration - "LaWS" Laser Weapon System

"Trata-se de armas laser que passaram a ter a potência e a estrutura de raio necessários para proteger as embarcações de veículos aéreos não tripulados, pequenos navios, bem como de algumas armas de curto alcance", frisou a fonte.

O uso do Helios vai livrar a Marinha dos EUA da necessidade de armazenar munições no navio, diz o artigo.

Entretanto, os especialistas indicam ao que a Marinha dos EUA ainda não está pronta para tais novidades. Assim, na opinião do especialista do Centro de Avaliações Estratégicas e Orçamentárias Mark Gunzinger, ainda não foi construído o sistema de "abastecimento elétrico adequado" para as armas laser.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas