Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: Rússia e Turquia decidirão que grupos deixarão zona de Idlib

Rússia e Turquia irão determinar em conjunto quais grupos radicais deverão deixar o território da zona desmilitarizada de Idlib, na Síria, segundo afirmou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, neste domingo.
Sputnik

"Durante negociações sobre Idlib em Sochi, nós decidimos estabelecer uma zona desmilitarizada entre os territórios controlados pela oposição e pelo regime. A oposição permanecerá nos territórios que ela ocupa. Vamos garantir que os grupos radicais, designados em conjunto com a Rússia, não operem na região", disse Erdogan em artigo publicado pelo jornal russo Kommersant

Ainda de acordo com o líder turco, Washington segue atrapalhando o equilíbrio na região com seu apoio às Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG) e ao Partido da União Democrática (PYD) na Síria, considerados adversários de Ancara.

"Infelizmente, vemos que o apoio extraordinário que tem sido prestado recentemente, especialmente pelos Estados Unidos, às forças do YPG e do PYD, continua. Tais …

Mídia revela detalhes do acordo sobre venda de S-400 russos para Índia

A Índia e a Rússia concluíram negociação quanto ao preço dos complexos de mísseis russos S-400 Triumph, informou o jornal The Economic Times, citando uma fonte da Força Aérea indiana.


Sputnik

Segundo revelou a edição, Moscou fornecerá a Nova Deli os sistemas por um preço total de 400 bilhões de rupias indianas (US$ 5,93 bilhões).

Sistema antiaéreo S-400 Triumph entra em serviço para proteger as fronteiras aéreas russas em Sevastopol
Sistema antiaereo russo S-400 Triumph © Sputnik / Aleksei Malgavko

Atualmente, as partes estão trabalhando para contornar as sanções norte-americanas, que Washington pode introduzir contra os países e empresas que cooperem com setores russos de defesa e de inteligência.

De acordo com a fonte, o acordo pode ser anunciado oficialmente em outubro, antes do encontro do presidente russo Vladimir Putin com o premiê indiano, Narendra Modi.

A Rússia é o maior parceiro da Índia na área técnico-militar: mais de 70% dos armamentos, veículos militares, Força Aérea e Marinha indianos são de produção russa ou soviética. A Rússia anualmente fornece à Índia material bélico correspondente a bilhões de dólares.

Preocupações de Washington

O chefe do Comitê das Forças Armadas da Câmara dos Representantes dos EUA, William Thornberry, afirmou anteriormente que Washington está decepcionado coma decisão da Índia de comprar os S-400 Triumph da Rússia, mas que imposição de sanções contra Nova Deli é pouco provável por enquanto.

Em dezembro de 2017, a Rússia firmou um acordo de venda de S-400 com a Turquia, o que também provocou críticas dos EUA. Ancara comprará duas baterias do sistema, que serão operadas por pessoal turco. As partes também concordaram em manter cooperação tecnológica no desenvolvimento da produção de sistemas de defesa antiaérea na Turquia.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas