Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Defesa do Brasil tem maior gasto com pessoal na década, e investimento militar cai

Despesas com ativos e inativos crescem R$ 7,1 bi em 2019, reflexo de aumento salarial
Por Igor Gielow e Gustavo Patu | Folha de S.Paulo

A previsão de gasto militar para o primeiro ano de governo do capitão reformado do Exército Jair Bolsonaro (PSL) traz o maior aumento de despesa com pessoal em dez anos e uma redução expressiva do investimento em programas de reequipamento das Forças Armadas.
Não fosse uma criatividade contábil dos militares, que conseguiram recursos com a capitalização de uma estatal para comprar novos navios, a despesa de investimento seria a menor desde 2009.

A Folha analisou a série histórica com a ferramenta de acompanhamento orçamentário Siga Brasil, do Senado. Para este ano, o Ministério da Defesa, ainda na gestão Michel Temer (MDB), planejou gastar R$ 104,2 bilhões, o quarto maior volume da Esplanada.

Desse montante, R$ 81,1 bilhões irão para pessoal, R$ 13,3 bilhões, para gastos correntes (custeio) e R$ 9,8 bilhões, para investimentos. Os valores não incluem o con…

Mike Pompeo volta aos EUA com os três americanos detidos na Coreia do Norte

Secretário de Estado e ex-prisioneiros serão recebidos por Trump na madrugada de quinta. Data e local para encontro histórico com Jong-un foram definidos.


Por G1

O presidente americano Donald Trump anunciou nesta quarta-feira (9) pelo Twitter que o secretário de Estado Mike Pompeo está voltando da Coreia do Norte com os três americanos que foram detidos no país. Trump também afirmou que Pompeu teve uma "boa reunião" com o líder norte-coreano Kim Jong-un e que a data e o local para o seu encontro histórico com Jong-un foram definidos.

Em Seul, pessoas assistem à reportagem na TV sobre os três americanos detidos na Coreia do Norte: Kim Dong Chul, Tony Kim e Kim Hak Song (Foto: AP Photo/Ahn Young-joon)
Em Seul, pessoas assistem à reportagem na TV sobre os três americanos detidos na Coreia do Norte: Kim Dong Chul, Tony Kim e Kim Hak Song (Foto: AP Photo/Ahn Young-joon)

"Estou satisfeito em anunciar vocês que o secretário de Estado Mike Pompeo está no ar voltando da Coreia do Norte com os três senhores maravilhosos que todos estão querendo encontrar. Eles parecem estar em boa saúde. Também, foi uma boa reunião com Kim Jong-un. Data e lugar definidos", disse Trump pelo Twitter.

Eles devem desembarcar na madrugada desta quinta na base de Andrews da Força Aérea americana e serão recebidos por Trump. A previsão é de que o voo aterrisse às 3h do horário de Brasília.

Os três americanos detido pelo regime norte-coreano, Kim Dong Chul, Kim Hak Song e Tony Kim, foram acusados de atividades anti-estatais, mas a suas prisões foram vistas como políticas.

Pompeo chegou à Coreia do Norte nesta quarta para preparar as bases do encontro de Trump e Kim Jong-un.

Reportagens da mídia da Coreia do Sul publicadas na semana passada citaram um ativista sul-coreano que diz que a Coreia do Norte tinha transferido os três norte-americanos de um campo de trabalho para um hotel nos arredores da capital. Segundo o relato do ativista, os três foram realocados no início de abril seguindo instruções de autoridades superiores, citando moradores de Pyongyang.

A propensão da Coreia do Norte de prender americanos e usá-los como moeda de troca era conhecida. Muitas vezes, os detidos foram libertados após a visita de personalidades americanas. Os motivos para os americanos viajarem para a Coreia do Norte são muitos: turismo, negócios, trabalho humanitário ou atividades missionárias.

'Efeito positivo'

A Coreia do Sul, aliada dos EUA, comemorou a libertação dos três americanos, afirmando queterá um "efeito positivo" na conversa entre Trump e Jong-un, que deve ocorrer nas próximas semanas.

O porta-voz da presidência, Yoon Young-chan também pediu que Pyongyang liberte 6 prisioneiros sul-coreanos no país.

"A fim de reforçar a reconciliação entre a Coreia do Sul e a Coreia do Norte e espalhar a paz na península coreana, desejamos um rápido repatriamento dos detidos sul-coreanos", disse.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas