Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

General brasileiro em forças dos EUA atrapalha laços com Moscou e Pequim, diz especialista

A decisão do Brasil de enviar um oficial para integrar as Forças Armadas dos Estados Unidos deve atrapalhar as relações do país com importantes aliados, como China e Rússia. A avaliação é do especialista em Relações Internacionais Paulo Velasco, que conversou nesta segunda-feira com a Sputnik sobre esse polêmico assunto.
Sputnik

Na última semana, se tornou pública no Brasil a notícia de que o país indicará, até o final do ano, um general para assumir um posto no Comando Sul (SouthCom) dos EUA, que cobre América Central, Caribe e América do Sul, provocando controvérsias.


De acordo com o comandante responsável, o almirante Craig Faller, os interesses norte-americanos na região seriam ameaçados por Rússia, China, Irã, Venezuela, Cuba e Nicarágua, países com os quais o Brasil poderá ter relações prejudicadas por conta dessa situação, conforme acredita Velasco, professor adjunto de Política Internacional do Departamento de Relações Internacionais da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (U…

Mísseis balísticos iemenitas atacam base militar saudita em Najran

Forças do Exército iemenita, apoiadas por combatentes aliados dos Comitês Populares, dispararam um míssil balístico de fabricação nacional em uma base militar na região de Najran, na fronteira com a Arábia Saudita, em retaliação aos ataques militares liderados pela Arábia Saudita.


Pars Today

A rede de televisão al-Masirah em língua árabe do Iêmen informou, citando uma fonte militar, que a base militar al-Darb dos sauditas havia sido alvo de um míssil de curto alcance do tipo Badr 1 na sexta-feira.


Mísseis balísticos iemenitas atacam base militar saudita em Najran

Não houve uma palavra imediata sobre o número exato de vítimas.

Fontes sauditas afirmaram interceptar o míssil iemenita que está chegando.

Na quinta-feira, as forças iemenitas dispararam pelo menos dois mísseis al Badr-1 em bases sauditas e um centro de guerra eletrônica na mesma região problemática.

O relatório dizia que o projétil tinha como alvo um grupo de soldados e mercenários sauditas na base.

As forças iemenitas disparam regularmente mísseis balísticos em posições dentro da Arábia Saudita em retaliação à campanha militar liderada por Riyadh no Iêmen.

Comentários

Postagens mais visitadas