Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Fuzileiros Navais do Brasil e dos EUA ratificam acordo de cooperação

Diálogo conversou com o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil (MB) Nélio de Almeida para conhecer detalhes dessa parceria
Por Marcos Ommati | Diálogo Américas | Poder Naval

Criar mais oportunidades de intercâmbio de conhecimento e treinamento combinado entre os Fuzileiros Navais do Brasil e dos Estados Unidos. Este é o objetivo principal de um plano de cinco anos ratificado em fevereiro de 2019 entre os representantes de ambas as forças, o Contra-Almirante (FN) da Marinha do Brasil Nélio de Almeida, comandante do Desenvolvimento Doutrinário do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN) do Brasil e presidente nacional da Associação de Veteranos desta força, e o Contra-Almirante Michael F. Fahey III, comandante do Corpo de Fuzileiros Navais Sul dos EUA (MARFORSOUTH, em inglês). O C Alte Nélio recebeu Diálogo em seu escritório na Ilha do Governador, Rio de Janeiro, para dar detalhes do acordo e conversar sobre outros temas de interesse das marinhas do Brasil e de outros países da região e dos E…

Pentágono receia estar 'indefeso' perante mísseis russos Kinzhal, comunica mídia

Os militares americanos estão preocupados com relatos sobre a entrada em serviço de caças interceptores russos MiG-31 equipados com mísseis Kinzhal, comunica um portal militar.


Sputnik

Vários altos representantes do Pentágono frisaram que os EUA estão desprotegidos contra armas hipersônicas de produção russa. Assim, por exemplo, o exército estadunidense não é capaz de fazer frente às armas com velocidade superior a Mach 3, enquanto os novos mísseis russos atingem Mach 5, Mach 10 e até Mach 20.


Tripulação do MiG-31 conduz lançamentos do míssil hipersônico Kinzhal
Tripulação do Mig 31 com o míssil Kinzhal | Ministério da Defesa da Rússia

Citados pelo Military Watch, os altos oficiais militares também realçam que os EUA nem sequer são capazes de superar os mísseis soviéticos SCUD, que eram produzidos muito antes da "família" hipersônica.

O MiG-31, por sua vez, foi otimizado para poder portar mísseis pesados, enquanto sua grande precisão é uma condição ideal para a instalação do Kinzhal. O lançamento de míssil ocorre a uma altura superior a 10 quilômetros. Graças ao sistema de manejo aerodinâmico, o Kinzhal pode manobrar e evitar zonas perigosas.

Além do mais, o míssil elimina alvos a cerca de 2.000 quilômetros de distância, o que supera o alcance de qualquer sistema de defesa antiaérea.

Mais cedo, o vice-ministro da Defesa russo, Yuri Borisov, enfatizou que o Kinzhal é inalcançável e tem um potencial de combate muito sério. Considera-se que os principais alvos para esta arma são navios grandes.

Especialistas ressaltam que por enquanto nenhum país no mundo tem em sua disposição uma arma comparada ao Kinzhal.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas