Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Queremos que a Venezuela volte à democracia', diz Bolsonaro a TV dos EUA

Em entrevista à Fox News, o presidente também defendeu o muro para separar EUA do México. Nesta terça, ele vai se encontrar com Donald Trump.
Por G1

O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista à TV norte-americana na madrugada desta terça-feira (19) que a Venezuela estará no centro das discussões durante o encontro com o presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca, nesta tarde.

Ao canal Fox News, Bolsonaro reafirmou que o presidente norte-americano mantém "todas as opções na mesa"em relação à Venezuela. "Nós não podemos falar em todas as possibilidades, mas o que for possível de forma diplomática", disse Bolsonaro, segundo tradutor da emissora.

A entrevista foi ao ar com tradução simultânea, e em alguns trechos não foi possível ouvir o que o presidente respondeu. Bolsonaro disse que o Brasil é o país mais interessado em pôr fim ao governo de Nicolás Maduro.

O presidente afirmou que o governo brasileiro está alinhado ao de Trump. "Hoje temos nova ideologia,…

Polônia planeja pagar US$ 2 bilhões por base militar norte-americana em seu território

Varsóvia está disposta a pagar até dois bilhões de dólares (R$ 7,3 bilhões) para construção de base militar definitiva norte-americana no território da Polônia.


Sputnik

"A proposta descreve a necessidade óbvia e urgente de uma divisão militar permanente dos EUA na Polônia. Trata-se do compromisso da Polônia de fornecer apoio significativo que pode alcançar de 1,5 a 2 bilhões de dólares para criação de instalações militares conjuntas e para movimento mais flexível das forças norte-americanas", informou a edição Onet, citando um documento oficial do Ministério da Defesa polonês. 

Soldado polonês junto às bandeiras da OTAN, Polônia e EUA
Militar polonês com as bandeiras dos EUA, Polônia e OTAN ao fundo© REUTERS / Kacper Pempel

Além disso, a Polônia está disposta a "partilhar o fardo das despesas com defesa e tornar essa solução mais rentável para o governo dos EUA".

Segundo a edição, o documento contém informação sobre possível localização de instalações militares e hospitais, bem como de escolas e academias para o pessoal e membros familiares. A proposta já foi enviada à Casa Branca e ao Congresso dos EUA.

Anteriormente, a chancelaria polonesa declarou que a presença de tropas norte-americanas na Europa constitui a base para realização da política de segurança realizada por Varsóvia. Moscou, por sua vez, declarou preocupação quanto à militarização da Polônia.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas