Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Oficial do Hezbollah: nossos mísseis podem atingir qualquer ponto de Israel

O Hezbollah é capaz de atingir qualquer ponto em Israel com seus mísseis, disse Sheikh Naim Qassem, secretário-geral adjunto do movimento libanês Hezbollah em entrevista ao jornal iraniano al-Vefagh.
Sputnik

"Não há um único ponto nos territórios ocupados fora do alcance dos mísseis do Hezbollah", disse Qassem.


Segundo o alto funcionário, os mísseis servem para impedir Israel de iniciar outra guerra com o Líbano, expondo a "frente israelense".

Qassem comentou também a guerra na Síria, onde o Hezbollah desempenhou um papel ativo na assistência ao governo sírio contra vários agrupamentos terroristas, incluindo o Daesh e Frente al-Nusra (grupos terroristas proibidos na Rússia). O funcionário elogiou as vitórias alcançadas contra os terroristas, mas criticou os EUA por sua suposta obstrução ao processo de paz.

As tensões entre Tel Aviv e o movimento libanês xiita Hezbollah aumentaram em 4 de dezembro depois que as tropas israelenses lançaram a operação Northern Shield, dest…

Presidente Rouhani: 'Europa tem tempo limitado para preservar o JCPOA'

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse à sua contraparte francesa que os benefícios do Irã no JCPOA devem ser garantidos, acrescentando que a Europa tem pouco tempo para preservar o acordo.


Pars Today

Segundo o site oficial da presidência do Irã, durante a conversa telefônica que ocorreu na noite de quarta-feira, o presidente do Irã descreveu as repetidas violações dos Estados Unidos das cláusulas do JCPOA como uma humilhação histórica para a administração dos EUA e disse: “na situação atual, a Europa tem um tempo muito limitado para salvar o JCPOA e deve determinar e anunciar suas posições claras e firmes sobre suas obrigações no negócio.”


Presidente Rouhani:
Emmanuel Macron e Hassan Rouhani | Reprodução

Rouhani também disse ao Emmanuel Macron, da França: “O JCPOA foi alcançado depois de longas e contínuas tentativas de 2003 a 2015, e por causa do endosso do Conselho de Segurança, é um acordo internacional”.

Rouhani continuou "a consulta e a cooperação entre o Irã e a França continuarão a garantir interesses comuns e segurança e estabilidade na região".

"Hoje, temos a responsabilidade histórica de manter o JCPOA e o futuro vai provar que Trump cometeu um grave erro", disse ele, acrescentando que "infelizmente, a Europa perdeu a oportunidade de 4 meses para salvar o negócio e gastou-o para persuadir a nova administração dos EUA a permanecer no JCPOA ”.

No telefonema, o presidente da França, Emmanuel Macron, lamentou a decisão de Trump de desistir do acordo e disse que "os países europeus anunciaram sua objeção a essa decisão coletivamente".

Ele também enfatizou que a estrutura do JCPOA deve ser mantida e que todas as partes devem cumprir seus compromissos, dizendo que "a Europa tentará manter o JCPOA de forma coesa".

"A ampla cooperação entre o Irã e a Europa é muito importante para promover a paz e a segurança na região".

Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas