Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel prende o governador palestino de Jerusalém

Motivo da detenção foram crimes cometidos na Cisjordânia ocupada, segundo a Organização para a Libertação da Palestina.
France Presse

Israel prendeu o governador palestino de Jerusalém por crimes que teria cometido na Cisjordânia ocupada, que não foram especificados, informou a Organização para a Libertação da Palestina (OLP).

O governador Adnan Gheith foi detido no sábado (20) à noite no bairro palestino de Beit Hanina, em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel. Será apresentado a um tribunal dentro de quatro dias, afirma a OLP em um comunicado.

Para o dirigente da OLP Saeb Erakat, a detenção é "um novo passo contra a presença palestina em Jerusalém" e constitui uma violação da legislação israelense a respeito das instituições palestinas da cidade.

"As ameaças contra dirigentes palestinos, sua detenção, inclusive o 'sequestro' do governador Gheith, são parte de um plano que pretende sufocar todas as bases de uma solução política com dois Estados e com as f…

Presidente Rouhani: 'Europa tem tempo limitado para preservar o JCPOA'

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse à sua contraparte francesa que os benefícios do Irã no JCPOA devem ser garantidos, acrescentando que a Europa tem pouco tempo para preservar o acordo.


Pars Today

Segundo o site oficial da presidência do Irã, durante a conversa telefônica que ocorreu na noite de quarta-feira, o presidente do Irã descreveu as repetidas violações dos Estados Unidos das cláusulas do JCPOA como uma humilhação histórica para a administração dos EUA e disse: “na situação atual, a Europa tem um tempo muito limitado para salvar o JCPOA e deve determinar e anunciar suas posições claras e firmes sobre suas obrigações no negócio.”


Presidente Rouhani:
Emmanuel Macron e Hassan Rouhani | Reprodução

Rouhani também disse ao Emmanuel Macron, da França: “O JCPOA foi alcançado depois de longas e contínuas tentativas de 2003 a 2015, e por causa do endosso do Conselho de Segurança, é um acordo internacional”.

Rouhani continuou "a consulta e a cooperação entre o Irã e a França continuarão a garantir interesses comuns e segurança e estabilidade na região".

"Hoje, temos a responsabilidade histórica de manter o JCPOA e o futuro vai provar que Trump cometeu um grave erro", disse ele, acrescentando que "infelizmente, a Europa perdeu a oportunidade de 4 meses para salvar o negócio e gastou-o para persuadir a nova administração dos EUA a permanecer no JCPOA ”.

No telefonema, o presidente da França, Emmanuel Macron, lamentou a decisão de Trump de desistir do acordo e disse que "os países europeus anunciaram sua objeção a essa decisão coletivamente".

Ele também enfatizou que a estrutura do JCPOA deve ser mantida e que todas as partes devem cumprir seus compromissos, dizendo que "a Europa tentará manter o JCPOA de forma coesa".

"A ampla cooperação entre o Irã e a Europa é muito importante para promover a paz e a segurança na região".

Postar um comentário

Postagens mais visitadas