Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Putin ameaça retaliar se EUA instalarem mísseis na Europa

Em seu discurso sobre o estado da nação, presidente russo faz ataques a Washington e promete apontar seu arsenal para os Estados Unidos e para o continente europeu se mísseis americanos atravessarem o Atlântico.
Deutsch Welle

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou nesta quarta-feira (20/02) que seu país responderá a um possível envio de mísseis americanos à Europa, fazendo com que não apenas os países que receberem esses armamentos se tornem alvos, mas também os Estados Unidos.


Em seu discurso anual sobre o estado da nação em Moscou, Putin elevou o tom ao comentar uma nova e potencial corrida armamentista. Ele afirmou que a reação russa a um possível envio seria rigorosa e que as autoridades em Washington – algumas das quais estariam obcecadas com o "excepcionalismo" americano – deveriam calcular os riscos antes de tomar qualquer medida.

"É o direito deles de pensar da forma que quiserem. Mas eles sabem fazer cálculos? Tenho certeza que sabem. Deixemos que eles cal…

'Será derrubado no primeiro dia': EUA temem pelos seus aviões por causa de mísseis russos

Os aviões de direção operacional e pontaria com sistema de radar JSTARS, mesmo na sua modificação mais recente, serão inúteis em caso de conflito com a Rússia ou China, declarou a secretária da Força Aérea dos EUA, Heather Wilson.


Sputnik
"Os mísseis russos e chineses da classe terra-ar têm longo alcance e o avião será derrubado no primeiro dia do conflito", disse Wilson durante seu discurso no Senado, citada pelo portal Air Force Times.

Avião norte-americano E-8C Joint STARS
CC BY-SA 2.0 / Airwolfhound / E-8C JSTARS - RAF Mildenhal

Os senadores e militares discutem se é necessário buscar uma substituição para o programa JSTARS. Uma das alternativas é desenvolver um novo sistema integrado da direção operacional e pontaria que recolha dados tanto de drones quanto de satélites.

Segundo Wilson, o desenvolvimento de uma nova plataforma exigiria gastos extras de 7 bilhões de dólares (cerca de R$ 26,3 bilhões). Não se exclui a possibilidade de ambos os programas receberem financiamento.

Comentários

Postagens mais visitadas