Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Primeiro voo do Aero L-159T2

A Aero Vodochody realizou o primeiro voo do treinador a jato L-159T2 de dois lugares em 1º de agosto. O voo de 30 minutos foi conduzido pelos pilotos de testes da empresa Vladimír Kvarda e David Jahoda.
Poder Aéreo

A Força Aérea Tcheca encomendou três exemplares em 2016, que devem ser entregues até o final deste ano. As aeronaves L-159 são operadas pelas forças aéreas tcheca e iraquiana, pela empresa americana Draken International e, no passado, foram alugadas pela Força Aérea Húngara para treinamento de pilotos.

Estas novas aeronaves de assento duplo T2 têm uma fuselagem central e dianteira recém-construída e apresentam várias melhorias significativas, principalmente em equipamentos de cockpit e sistema de combustível, e são totalmente compatíveis com o NVG. Cada cockpit é equipado com duas telas multifuncionais e um assento de ejeção VS-20 atualizado. A aeronave também pode oferecer uma capacidade de reabastecimento sob pressão. O radar GRIFO, já em uso na versão de um único assento, a…

Taiwan avalia compra de tanques dos EUA para fortalecer fronteiras marítimas

Taiwan cogita a possibilidade de comprar tanques norte-americanos Abrams M1A2 para proteger seu litoral contra possíveis agressões da China continental.


Sputnik

Isto é o que afirma o ministro da Defesa de Taipé, Yen Teh-fa, salientando que "é muito provável que o estreito de Taiwan se tranforme no ponto mais quente da região, deslocando a península coreana", segundo citação do South China Morning Post.


Tanques de combate de Abrams da 4ª Divisão de Infantaria do Exército dos EUA, a 3ª Brigada de Combate da Equipa, do 68º Armamento do Regimento e do 1º Batalhão de vagões chegam à estação ferroviária de Gaiziunai a cerca de 110 km a oeste da capital Vilnius, Lituânia.
Tanques norte-americanos M1 Abrams © AP Photo / Mindaugas Kulbis

De acordo com a mídia local, o ministro da Defesa planeja comprar dois batalhões de tanques, ou seja, 108 unidades.

O chefe da Defesa taiwanesa acredita que a ilha deva fortalecer suas forças armadas à medida que a China intensifica suas manobras militares no estreito de Taiwan.

As relações entre Pequim e Taipé se deterioraram desde que a presidente taiwanesa Tsai Ing-wen tomou posse em maio de 2016. A China suspeita que a presidente busque aumentar a independência formal. Pequim, que sempre manteve sua política em relação a uma China unificada, considera Taiwan como parte do país e desconfia do apoio de Washington à ilha.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas