Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China convoca embaixador dos EUA após sanção por compra de jatos russos

O Ministério de Relações Exteriores da China convocou neste sábado o embaixador dos EUA em Pequim para protestar contra a decisão de Washington de sancionar uma agência militar chinesa e seu diretor após a compra de caças russos e de avançado sistema de mísseis terra-ar.
Reuters

O vice-ministro das Relações Exteriores chinês, Zheng Zeguang, convocou o embaixador Terry Branstad para apresentar “representações severas” e protestar contra as sanções, disse a pasta.

Mais cedo, o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Wu Qian, disse que a decisão da China de comprar caças e sistemas russos foi um ato normal de cooperação entre países soberanos, e que os Estados Unidos “não tinham o direito de interferir”.

Na quinta-feira, o Departamento de Estado dos EUA impôs sanções ao Departamento de Desenvolvimento de Equipamentos da China (EED, na sigla em inglês) depois que o órgão se envolveu em “transações significativas” com a Rosoboronexport, principal exportadora de armas da Rússia.

As sanções est…

Turquia esclarece que 'satisfará necessidades em outro lugar' se EUA não venderem F-35

O chanceler turco, Mevlut Cavusoglu, anunciou nesta quarta-feira (30) a postura de Ancara sobre a aquisição de caças F-35.


Sputnik

Turquia declarou que conseguirá outros caças se os Estados Unidos não venderem os F-35 da Lockheed Martin, segundo comunicou o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, informa The Jerusalem Post.

Caça norte-americano F-35
F-35 Lightining II © Foto: Heath Cajandig

"Em relação a caças F-35, eu pessoalmente não tenho nenhuma preocupação por se tratar de um contrato jurídico, sendo, assim, simplesmente impossível anulá-lo. Se esses aviões não forem entregues a nós, então satisfaremos nossas necessidades em outro lugar", disse o chanceler ao canal NTV.

Em declarações a jornalistas da emissora CNN Turk, no fim de visita oficial à Alemanha, Cavusoglu expressou a vontade de Ancara de cobrir suas necessidades armamentistas recorrendo a outros fornecedores que não seja Washington, se os Estados Unidos se negarem a prover os aviões militares.

Na última quinta-feira (24), o Senado dos EUA aprovou um projeto de lei do orçamento militar da Defesa no valor de 716 bilhões de dólares (2,6 trilhões de reais), que inclui uma medida que impede o fornecimento de caças de quinta geração F-35 para a Turquia, por causa das tentativas de Ancara de comprar complexos de mísseis russos S-400.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas