Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Queremos que a Venezuela volte à democracia', diz Bolsonaro a TV dos EUA

Em entrevista à Fox News, o presidente também defendeu o muro para separar EUA do México. Nesta terça, ele vai se encontrar com Donald Trump.
Por G1

O presidente Jair Bolsonaro disse em entrevista à TV norte-americana na madrugada desta terça-feira (19) que a Venezuela estará no centro das discussões durante o encontro com o presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca, nesta tarde.

Ao canal Fox News, Bolsonaro reafirmou que o presidente norte-americano mantém "todas as opções na mesa"em relação à Venezuela. "Nós não podemos falar em todas as possibilidades, mas o que for possível de forma diplomática", disse Bolsonaro, segundo tradutor da emissora.

A entrevista foi ao ar com tradução simultânea, e em alguns trechos não foi possível ouvir o que o presidente respondeu. Bolsonaro disse que o Brasil é o país mais interessado em pôr fim ao governo de Nicolás Maduro.

O presidente afirmou que o governo brasileiro está alinhado ao de Trump. "Hoje temos nova ideologia,…

Turquia esclarece que 'satisfará necessidades em outro lugar' se EUA não venderem F-35

O chanceler turco, Mevlut Cavusoglu, anunciou nesta quarta-feira (30) a postura de Ancara sobre a aquisição de caças F-35.


Sputnik

Turquia declarou que conseguirá outros caças se os Estados Unidos não venderem os F-35 da Lockheed Martin, segundo comunicou o ministro turco das Relações Exteriores, Mevlut Cavusoglu, informa The Jerusalem Post.

Caça norte-americano F-35
F-35 Lightining II © Foto: Heath Cajandig

"Em relação a caças F-35, eu pessoalmente não tenho nenhuma preocupação por se tratar de um contrato jurídico, sendo, assim, simplesmente impossível anulá-lo. Se esses aviões não forem entregues a nós, então satisfaremos nossas necessidades em outro lugar", disse o chanceler ao canal NTV.

Em declarações a jornalistas da emissora CNN Turk, no fim de visita oficial à Alemanha, Cavusoglu expressou a vontade de Ancara de cobrir suas necessidades armamentistas recorrendo a outros fornecedores que não seja Washington, se os Estados Unidos se negarem a prover os aviões militares.

Na última quinta-feira (24), o Senado dos EUA aprovou um projeto de lei do orçamento militar da Defesa no valor de 716 bilhões de dólares (2,6 trilhões de reais), que inclui uma medida que impede o fornecimento de caças de quinta geração F-35 para a Turquia, por causa das tentativas de Ancara de comprar complexos de mísseis russos S-400.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas