Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

EUA e Rússia revivem a Guerra Fria no Oriente Médio com duas cúpulas

Reuniões paralelas, na Polônia e na Rússia, representaram a revitalização do rompimento entre as potências sobre o Irã, a guerra na Síria e o conflito entre Israel e a Palestina
Juan Carlos Sanz e María R. Sahuquillo | El País
Sochi / Jerusalém - Em 1991, a Conferência de Madri estabeleceu um modelo para o diálogo multilateral no Oriente Médio após o fim da Guerra Fria, que havia colocado Washington contra Moscou na disputa pela hegemonia em uma região estratégica. Transcorridos mais de 27 anos, dois conclaves paralelos representaram nesta quinta-feira em Varsóvia (Polônia) e Sochi (Rússia) a revitalização do rompimento entre as potências sobre o Irã, a guerra na Síria e o conflito israelo-palestino. Os Estados Unidos e a Rússia, copresidentes em Madri em 1991, já não atuam mais como mediadores para aliviar as tensões e, mais uma vez, assumem um lado entre as partes conflitantes.

No fórum da capital polonesa, a diplomacia dos EUA chegou a um impasse ao reunir mais de 60 países em uma reu…

Turquia expulsa embaixador de Israel em protesto por mortes em Gaza

Israel reagiu expulsando o cônsul-geral da Turquia em Jerusalém.


Por G1

A Turquia solicitou nesta terça-feira (15) ao embaixador de Israel em Ancara que deixe o país temporariamente em protesto pela morte de dezenas de palestinos por soldados de Israel nesta segunda-feira na Faixa de Gaza, indicou uma autoridade turca.

Eitan Naeh, embaixador de Israel em Ancara, em imagem de arquivo (Foto: Adem Altan/AFP)
Eitan Naeh, embaixador de Israel em Ancara, em imagem de arquivo (Foto: Adem Altan/AFP)

O embaixador, Eitan Naeh, foi convocado pelo ministério das Relações Exteriores para uma reunião em que foi solicitado que "regresse a seu país durante um tempo".

Israel reagiu expulsando o cônsul-geral da Turquia em Jerusalém.

Na segunda-feira (15) Ancara já havia chamado os embaixadores do país em Washington e Tel Aviv para consultas em protesto pela morte de dezenas palestinos durante as manifestações contra a mudança da embaixada dos EUA em Israel para Jerusalém.

Reunião de países muçulmanos

O porta-voz do governo da Turquia, Bekir Bozdag, anunciou a convocação de uma reunião de emergência da Organização da Conferência Islâmica (OCI), que reúne cerca de 50 países muçulmanos. A Turquia preside a OCI neste ano.

"O Estado terrorista de Israel e os Estados Unidos, que protegem este Estado terrorista, e todos os que os apoiam serão obrigados a deixar Jerusalém", afirmou Bozdag ao fazer o anúncio.

A Turquia também pedirá uma sessão da Assembleia Geral da ONU para discutir a mudança da embaixada americana para Jerusalém. "Mais uma vez, os EUA estão ficando sozinhos e perderam sua qualidade de mediador para buscar a paz na região", concluiu Bozdag.

Bozgad classificou de "massacre" a morte de dezenas de manifestantes palestinos em Gaza. O porta-voz afirmou que os EUA têm a mesma responsabilidade que Israel pela violência.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas