Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Turquia acionará judicialmente os EUA, caso entregas dos F-35 sejam bloqueadas

Segundo o porta-voz do presidente turco, Ibrahim Kalin, a Turquia recorrerá a medidas jurídicas caso as entregas dos F-35 sejam bloqueadas pelos EUA.
Sputnik

Ibrahim Kalin citou para a mídia turca que "não é nada fácil rescindir este contrato, somos parte de um contrato multilateral, cumprimos com todas as exigências e pagamos, caso os EUA não cumpram, recorreremos à lei".

O Congresso americano decidiu recentemente suspender as entregas dos caças americanos de quinta geração F-35 à Turquia devido aos planos de Ancara de adquirir o sistema de defesa antiaérea russo S-400, além de ameaçá-la com sanções em diversas ocasiões, como citado em artigo da Sputnik Mundo.

O avançado sistema antiaéreo S-400 Triumph (SA-21 Growler, na classificação da OTAN) é capaz de abater alvos aéreos com tecnologia furtiva, mísseis de cruzeiro e mísseis balísticos táticos e táticos-operacionais, tem um alcance de até 400 km e pertence à geração 4+, sendo duas vezes mais eficaz que seus antecessores.

Os se…

Vietnã exige retirada de mísseis chineses do mar do Sul da China

Relatos na mídia informaram que China havia implantado mísseis no mar do Sul da China, região estratégica e território disputado entre Pequim e os países do sudeste asiático.


Sputnik

Hanói, em comunicado oficial, solicitou a retirada dos equipamentos por Pequim, supostamente instalados no mar do Sul da China, informou o Ministério das Relações Exteriores do Vietnã.


Navios chineses nas águas do recife de Mischief no arquipélago disputado de Spartly no mar do Sul da China
Arquipélago Spratly © REUTERS / U.S. Navy/Handout

"O Vietnã pede que a China, como um grande país, demonstre sua responsabilidade em manter a paz e a estabilidade no Mar do Leste", disse a porta-voz do ministério, Le Thi Thu Hang, em um comunicado divulgado para comentar as atividades militares chinesas no mar do Sul da China.

"As atividades de militarização, incluindo a instalação de mísseis nas ilhas Spratly, são uma séria violação da soberania do Vietnã", continuou ela.

No início de maio, a emissora CNBC relatou, citando fontes na inteligência americana, que Pequim havia implantado mísseis antiaéreos de cruzeiro e sistemas de mísseis terra-ar em três dos seus postos militares nas Ilhas Spratly — o Fiery Cross Reef, Recife Subi Reef and Mischief. A implantação, se confirmada, poderia marcar a primeira instalação de mísseis chineses no mar do Sul da China.

A China possui disputas territoriais na região com as vizinhas Taiwan, Filipinas, Malásia, Brunei e Vietnã, e ainda não comentou as notícias sobre o suposto envio de mísseis para as Ilhas Spratly. Pequim observou, entretanto, que todas as suas instalações militares são puramente defensivas. Washington, por sua vez, se recusou a comentar os relatórios, observando que o Departamento de Defesa não "comenta questões de inteligência".

Postar um comentário

Postagens mais visitadas