Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Militares juntam-se à polícia em protesto dos "coletes amarelos". Há 31 detidos

Os militares da operação antiterrorista "Sentinela" foram mobilizados para proteger as principais instituições francesas. Ao final da manhã, os coletes amarelos eram ainda em pequeno número na capital e quase invisíveis entre a população.
Diário de Notícias

As forças armadas francesas juntaram-se à polícia, este sábado, em Paris, para enfrentar o 19º fim de semana consecutivo de protestos dos coletes amarelos contra o governo do presidente Emmanuel Macron. Ao final da manhã, com os locais habituais de manifestação interditos e o reforço militar junto às principais instituições francesas, os "coletes amarelos" passavam quase despercebidos entre turistas e parisienses.

Segundo a Reuters, o governo francês decidiu mobilizar os militares da operação antiterrorista "Sentinela", depois de ter proibido os manifestantes de se reunirem nos Campos Elísios, onde no último fim de semana dezenas de lojas foram destruídas e algumas completamente pilhadas.

Além da presença …

55 repórteres feridos por militares israelenses

De acordo com o escritório de informações do Movimento Hamas, 55 repórteres e jornalistas ficaram feridos desde o início da “Marcha de Retorno” na Faixa de Gaza.


Pars Today

Os ocupadores sionistas intensificaram a violação dos direitos dos jornalistas na Faixa de Gaza e na Cisjordânia no último mês, informou o escritório de informações do Hamas em um comunicado.

55 repórteres feridos por militares israelenses
Reprodução

As forças israelenses atiraram em repórteres quando cobriram notícias sobre os desenvolvimentos em Gaza.

O regime sionista também prendeu sete jornalistas por cobrir notícias sobre crimes israelenses na Cisjordânia.

Cerca de 121 palestinos já foram mortos e mais de 13.300 ficaram feridos desde o inicio de Marcha a retorno a Terra de 30 de março em Gaza.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas