Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Erdogan: Rússia e Turquia decidirão que grupos deixarão zona de Idlib

Rússia e Turquia irão determinar em conjunto quais grupos radicais deverão deixar o território da zona desmilitarizada de Idlib, na Síria, segundo afirmou o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, neste domingo.
Sputnik

"Durante negociações sobre Idlib em Sochi, nós decidimos estabelecer uma zona desmilitarizada entre os territórios controlados pela oposição e pelo regime. A oposição permanecerá nos territórios que ela ocupa. Vamos garantir que os grupos radicais, designados em conjunto com a Rússia, não operem na região", disse Erdogan em artigo publicado pelo jornal russo Kommersant

Ainda de acordo com o líder turco, Washington segue atrapalhando o equilíbrio na região com seu apoio às Unidades de Proteção do Povo Curdo (YPG) e ao Partido da União Democrática (PYD) na Síria, considerados adversários de Ancara.

"Infelizmente, vemos que o apoio extraordinário que tem sido prestado recentemente, especialmente pelos Estados Unidos, às forças do YPG e do PYD, continua. Tais …

55 repórteres feridos por militares israelenses

De acordo com o escritório de informações do Movimento Hamas, 55 repórteres e jornalistas ficaram feridos desde o início da “Marcha de Retorno” na Faixa de Gaza.


Pars Today

Os ocupadores sionistas intensificaram a violação dos direitos dos jornalistas na Faixa de Gaza e na Cisjordânia no último mês, informou o escritório de informações do Hamas em um comunicado.

55 repórteres feridos por militares israelenses
Reprodução

As forças israelenses atiraram em repórteres quando cobriram notícias sobre os desenvolvimentos em Gaza.

O regime sionista também prendeu sete jornalistas por cobrir notícias sobre crimes israelenses na Cisjordânia.

Cerca de 121 palestinos já foram mortos e mais de 13.300 ficaram feridos desde o inicio de Marcha a retorno a Terra de 30 de março em Gaza.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas