Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Assad diz que travar agora um diálogo com EUA seria 'perda de tempo'

Hoje (22), o presidente sírio Bashar Assad declarou que não espera mudanças na política exterior estadunidense em um futuro breve.


Sputnik

"Não acreditamos que a política dos EUA mude em um futuro breve. Isso [as negociações com Washington] é uma perda de tempo", disse o líder do país árabe em uma entrevista ao canal de TV russo NTV.

Presidente sírio Bashar Assad fala ao grupo de correspondentes belgas (foto de arquivo)
Bashar Assad em entrevista a jornalistas belgas © REUTERS / SANA/Handout

Além disso, Assad assegurou que por enquanto um seu encontro com o presidente dos EUA, Donald Trump, seria uma simples perda de tempo.

"O problema com os presidentes norte-americanos consiste em que eles são reféns de lobistas", disse ele respondendo à pergunta sobre a viabilidade de tal reunião e se ele estaria disposto a realizá-la.

"Eles [líderes norte-americanos] podem te dizer aquilo que você quer ouvir, mas fazem o contrário. Este é o problema. E aí vai piorando cada vez mais. Trump é um exemplo gritante disso. Por isso, falar com os norte-americanos agora, discutir algo com eles — não seve para nada, não haverá quaisquer resultados — é uma simples perda de tempo", destacou.

Ele adiantou, além disso, que não vê necessidade em negociar com os EUA apenas por eles serem um grande ator no palco internacional.

"Não planejamos falar com os norte-americanos simplesmente por eles serem os norte-americanos. Estamos dispostos a falar com quem quer que seja, com quem possamos alcançar um resultado", explicou.

Comunica-se que o fragmento da entrevista, que ainda não saiu no ar, foi divulgado nesta sexta-feira (22) pela assessoria de imprensa do presidente no seu canal oficial do Telegram.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas