Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Israel concentra mais forças na fronteira com Faixa de Gaza e está pronto a agir

As Forças de Defesa de Israel (IDF, na sigla em inglês) concentraram mais forças na fronteira com a Faixa de Gaza e estão prontas para usá-las se for necessário, comunica a assessoria da entidade militar.
Sputnik

A decisão foi tomada no decurso da reunião no Estado-Maior e é uma resposta aos combates de ontem (11), que causaram morte de um militar israelense e sete palestinos.


"As IDF aumentaram suas forças no Distrito Sul e estão dispostas, se for preciso, a agir com mais vigor", destaca o comunicado da entidade.

No decurso da operação militar que teve lugar no enclave palestino neste domingo (11) um tenente coronel de uma unidade especial israelense foi morto. Ao mesmo tempo, a parte palestina perdeu sete homens, inclusive um comandante militar. Após os confrontos, os palestinos lançaram 17 mísseis contra o sul de Israel, dois deles foram interceptados pelos sistemas de defesa antiaérea Iron Dome (Cúpula de Ferro).

Foi igualmente informado que, tendo em conta a situação, o prim…

Ataques aéreos deixam dezenas de mortos em província rebelde na Síria

Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou que 44 pessoas morreram em Idlib. Bombardeio teria sido feito pelos russos.


Reuters

Ataques aéreos contra um vilarejo da província síria controlada por rebeldes de Idlib matou ao menos 44 pessoas durante a noite. Esse foi o maior número de mortes em um ataque único na região neste ano, segundo informou nesta sexta-feira (8) o Observatório Sírio para Direitos Humanos.

Sírios caminham sobre destroços em Zardana, em Idlib, nesta sexta-feira (8)  (Foto: Omar Haj Kadour / AFP)
Sírios caminham sobre destroços em Zardana, em Idlib, nesta sexta-feira (8) (Foto: Omar Haj Kadour / AFP)

"Aviões de guerra, que provavelmente são russos, atacaram o vilarejo de Zardana, no norte rural de Idlib, durante a noite e causaram o maior número de mortes em um ataque único na região, incluindo 11 mulheres e seis crianças", disse o diretor do órgão de monitoramento da guerra, Rami Abdulrahman, segundo a Reuters.

O número de mortes ainda deve aumentar uma vez que os 60 feridos durante os ataques estavam em estado grave, disse. Equipes de resgate ainda buscam por sobreviventes debaixo de escombros.

O Observatório acrescentou que o número de mortos em Zardana pode aumentar nas próximas horas porque há feridos em estado grave e que é possível que sejam encontrados mais corpos sob os escombros dos edifícios, que foram danificados, de acordo com a Efe.

A província de Idlib está controlada quase totalmente por grupos opositores, islamitas e jihadistas, incluído o Estado Islâmico (EI), e é alvo de ataques por parte do Exército sírio, e seu aliado, a Rússia, além da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas