Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Ataques aéreos deixam dezenas de mortos em província rebelde na Síria

Observatório Sírio de Direitos Humanos afirmou que 44 pessoas morreram em Idlib. Bombardeio teria sido feito pelos russos.


Reuters

Ataques aéreos contra um vilarejo da província síria controlada por rebeldes de Idlib matou ao menos 44 pessoas durante a noite. Esse foi o maior número de mortes em um ataque único na região neste ano, segundo informou nesta sexta-feira (8) o Observatório Sírio para Direitos Humanos.

Sírios caminham sobre destroços em Zardana, em Idlib, nesta sexta-feira (8)  (Foto: Omar Haj Kadour / AFP)
Sírios caminham sobre destroços em Zardana, em Idlib, nesta sexta-feira (8) (Foto: Omar Haj Kadour / AFP)

"Aviões de guerra, que provavelmente são russos, atacaram o vilarejo de Zardana, no norte rural de Idlib, durante a noite e causaram o maior número de mortes em um ataque único na região, incluindo 11 mulheres e seis crianças", disse o diretor do órgão de monitoramento da guerra, Rami Abdulrahman, segundo a Reuters.

O número de mortes ainda deve aumentar uma vez que os 60 feridos durante os ataques estavam em estado grave, disse. Equipes de resgate ainda buscam por sobreviventes debaixo de escombros.

O Observatório acrescentou que o número de mortos em Zardana pode aumentar nas próximas horas porque há feridos em estado grave e que é possível que sejam encontrados mais corpos sob os escombros dos edifícios, que foram danificados, de acordo com a Efe.

A província de Idlib está controlada quase totalmente por grupos opositores, islamitas e jihadistas, incluído o Estado Islâmico (EI), e é alvo de ataques por parte do Exército sírio, e seu aliado, a Rússia, além da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas