Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Marinha do Brasil simula resgate de civis em área de conflito ou desastre natural (VÍDEO)

A Marinha do Brasil realizou entre os dias 6 e 14 de novembro a Operação Atlântico, na praia de Itaoca, no Espírito Santo. A simulação deste ano treinou os oficiais para casos em que houvesse resgate de civis em uma área de conflito armado ou que foram alvos de desastres naturais.
Sputnik

Era por volta de 5h40 do dia 10 de novembro, um sábado, ainda estava amanhecendo, quando o Almirante Paulo Martinho Zucaro, Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, olhou e disse para a reportagem da Sputnik Brasil: "É guerra".


A declaração foi dada para explicar os motivos de se realizar um treinamento deste porte mesmo em condições extremamente desfavoráveis. A chuva era forte, as ondas na beira da praia atingiam 1,5 metros e os ventos chegaram a 20 km/h. O nível de dificuldade preocupava o alto comando, mas não foi um problema para os fuzileiros e marinheiros.

Antes do amanhecer, sete Carros Lagarta Anfíbios (CLAnf) chegaram à praia e deram início ao desembarque. Após eles chegarem foi…

Brasileiro é acusado por envolvimento em roubo de armas de quartel na Bolívia

Um brasileiro foi acusado pela Ministério Público da Bolívia de ter envolvimento em um assalto a uma base militar do país na fronteira com o Brasil.


EFE

La Paz - Odélio Becerra da Costa foi preso na segunda-feira em um bairro da cidade de Cobija, principal cidade do departamento de Pando, que faz fronteira com o Brasil. Ontem, segundo o Ministério Público, ele foi acusado pelos promotora Patricia Romero pelos crimes de roubo agravado de armamento e munição militar.

Pistola em foto de 2017. EFE/ Luca Piergiovanni
Pistola em foto de 2017. EFE/ Luca Piergiovanni

"Ele portava uma arma de fogo da Taurus, calibre 9mm, com um número de série TBV07752 (propriedade das Forças Armadas), com seu respectivo carregador", afirmou a promotora.

No último sábado, um grupo de dez bandidos, entre eles brasileiros e bolivianos, assaltaram o posto militar Bruno Racua, em Povernir, a 39 quilômetros de Cobija. Na ação, os assaltantes levaram nove fuzis AK-47, cinco pistolas, carregadores e munição.

Alguns soldados bolivianos foram feridos no ataque. Um deles levou um tiro no rosto, mas não corre risco de morrer.

O governo da Bolívia reforçou o departamento com a presença das tropas de elite da Polícia e do Exército. Além disso, investigadores foram enviados para a região para apurar o crime.

O ministro de Defesa da Bolívia, Javier Zavaleta, afirmou que os bandidos seriam parte do Comando Vermelho (CV). No entanto, o ministro de Governo, Carlos Romero, não confirmou a hipótese.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas