Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Super Tucano em teste pela Força Aérea dos EUA sofre acidente

Queda sem causa ainda definida é má notícia para a fabricante brasileira, que disputa concorrência com americanos
Igor Gielow | Folha de S.Paulo

Um turboélice A-29 Super Tucano, fabricado pela Embraer, caiu durante um exercício de ataque leve conduzido pela Força Aérea dos EUA em um campo de provas do Novo México, na sexta (22).

Dois tripulantes conseguiram se ejetar. Segundo comunicado da base de Holloman, um dele se feriu levemente e foi medicado, enquanto não há detalhes do estado do segundo. A causa do acidente não foi divulgada.

O avião participa da fase final da competição para fornecimento de aviões leves para missões de ataque a solo e reconhecimento. Inicialmente, os EUA querem adquirir 15 unidades, para depois expandir a até 120. Elas servirão para substituir o famoso A-10 Warthog (Javali, em inglês), um modelos subsônico a jato fortemente armado e blindado que opera desde 1977.

Os americanos estão procurando opções mais econômicas para a missão. Enquanto um A-10 tem sua hora-voo…

Caça ucraniano sobrevoa litoral a 10 metros de altitude (VÍDEO)

Neste sábado (3), na área do povoado ucraniano de Kirillovka, um caça da Força Aérea da Ucrânia Su-25 sobrevoou o litoral do mar de Azov a uma altitude extremamente baixa; testemunhas filmaram o voo e publicaram as imagens na web.


Sputnik

O vídeo mostra como o avião sobrevoa a borda da água a uma altitude de cerca de dez metros. Nesse momento, na praia se encontravam várias pessoas descansando.


Caça Su-25 da Força Aérea da Ucrânia
Sukhoi Su-25 da Ucrânia © Foto: Public domain/Dima Sergiyenko

De acordo com a edição Obozrevatel, na área do mar de Azov tiveram lugar manobras de várias unidades da Guarda Costeira ucraniana.

Durante as manobras, os aviões treinaram, em particular, a detenção de embarcações intrusas, ações de equipes de resgate em caso de incêndio em lancha, bem como o resgate de uma lancha que sofrera danos após combate com o "inimigo".

Nesta quarta-feira (30), o serviço de imprensa da Operação das Forças Unidas (OOS, sigla em ucraniano), das Forças Armadas da Ucrânia comunicou a decolagem de aviões militares ucranianos que participam da operação. Os aviões treinaram missões de apoio aéreo a outras unidades.

A OOS é a sigla para as ações militares empreendidas pelo governo ucraniano contra as repúblicas populares de Donetsk e de Lugansk, que proclamaram a sua independência em relação à Ucrânia após o golpe de 2014. Anteriormente, a operação tinha a denominação de ATO (operação antiterrorista).


Postar um comentário

Postagens mais visitadas