Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

China convoca embaixador dos EUA após sanção por compra de jatos russos

O Ministério de Relações Exteriores da China convocou neste sábado o embaixador dos EUA em Pequim para protestar contra a decisão de Washington de sancionar uma agência militar chinesa e seu diretor após a compra de caças russos e de avançado sistema de mísseis terra-ar.
Reuters

O vice-ministro das Relações Exteriores chinês, Zheng Zeguang, convocou o embaixador Terry Branstad para apresentar “representações severas” e protestar contra as sanções, disse a pasta.

Mais cedo, o porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Wu Qian, disse que a decisão da China de comprar caças e sistemas russos foi um ato normal de cooperação entre países soberanos, e que os Estados Unidos “não tinham o direito de interferir”.

Na quinta-feira, o Departamento de Estado dos EUA impôs sanções ao Departamento de Desenvolvimento de Equipamentos da China (EED, na sigla em inglês) depois que o órgão se envolveu em “transações significativas” com a Rosoboronexport, principal exportadora de armas da Rússia.

As sanções est…

Caça ucraniano sobrevoa litoral a 10 metros de altitude (VÍDEO)

Neste sábado (3), na área do povoado ucraniano de Kirillovka, um caça da Força Aérea da Ucrânia Su-25 sobrevoou o litoral do mar de Azov a uma altitude extremamente baixa; testemunhas filmaram o voo e publicaram as imagens na web.


Sputnik

O vídeo mostra como o avião sobrevoa a borda da água a uma altitude de cerca de dez metros. Nesse momento, na praia se encontravam várias pessoas descansando.


Caça Su-25 da Força Aérea da Ucrânia
Sukhoi Su-25 da Ucrânia © Foto: Public domain/Dima Sergiyenko

De acordo com a edição Obozrevatel, na área do mar de Azov tiveram lugar manobras de várias unidades da Guarda Costeira ucraniana.

Durante as manobras, os aviões treinaram, em particular, a detenção de embarcações intrusas, ações de equipes de resgate em caso de incêndio em lancha, bem como o resgate de uma lancha que sofrera danos após combate com o "inimigo".

Nesta quarta-feira (30), o serviço de imprensa da Operação das Forças Unidas (OOS, sigla em ucraniano), das Forças Armadas da Ucrânia comunicou a decolagem de aviões militares ucranianos que participam da operação. Os aviões treinaram missões de apoio aéreo a outras unidades.

A OOS é a sigla para as ações militares empreendidas pelo governo ucraniano contra as repúblicas populares de Donetsk e de Lugansk, que proclamaram a sua independência em relação à Ucrânia após o golpe de 2014. Anteriormente, a operação tinha a denominação de ATO (operação antiterrorista).


Postar um comentário

Postagens mais visitadas