Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Área militar do governo brasileiro demonstra desconforto com suspensão de investigação do caso Queiroz

Integrantes da área militar do governo demostraram desconforto com o pedido de suspensão da investigação para apurar movimentações financeiras de Fabricio Queiroz consideradas "atípicas" pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).
Por Gerson Camarotti | G1

A avaliação de auxiliares do presidente Jair Bolsonaro é que essa decisão tomada pelo ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), só faz prolongar o desgaste provocado pelo caso.

O ministro Luiz Fux atendeu pedido do deputado estadual e senador eleito Flavio Bolsonaro (PSL-RJ), de quem Queiroz foi assessor. O Coaf apontou movimentação de R$ 1,2 milhão em uma conta bancária de Queiroz durante um ano sem que houvesse esclarecimento.

Para esses auxiliares, foi uma surpresa a solicitação feita por Flávio Bolsonaro para suspender as investigações.

“Ainda não há uma explicação convincente. Enquanto isso não acontecer, o desgaste desse caso vai continuar. Já está demorando demais”, comentou ao blog um auxilia…

Caça ucraniano sobrevoa litoral a 10 metros de altitude (VÍDEO)

Neste sábado (3), na área do povoado ucraniano de Kirillovka, um caça da Força Aérea da Ucrânia Su-25 sobrevoou o litoral do mar de Azov a uma altitude extremamente baixa; testemunhas filmaram o voo e publicaram as imagens na web.


Sputnik

O vídeo mostra como o avião sobrevoa a borda da água a uma altitude de cerca de dez metros. Nesse momento, na praia se encontravam várias pessoas descansando.


Caça Su-25 da Força Aérea da Ucrânia
Sukhoi Su-25 da Ucrânia © Foto: Public domain/Dima Sergiyenko

De acordo com a edição Obozrevatel, na área do mar de Azov tiveram lugar manobras de várias unidades da Guarda Costeira ucraniana.

Durante as manobras, os aviões treinaram, em particular, a detenção de embarcações intrusas, ações de equipes de resgate em caso de incêndio em lancha, bem como o resgate de uma lancha que sofrera danos após combate com o "inimigo".

Nesta quarta-feira (30), o serviço de imprensa da Operação das Forças Unidas (OOS, sigla em ucraniano), das Forças Armadas da Ucrânia comunicou a decolagem de aviões militares ucranianos que participam da operação. Os aviões treinaram missões de apoio aéreo a outras unidades.

A OOS é a sigla para as ações militares empreendidas pelo governo ucraniano contra as repúblicas populares de Donetsk e de Lugansk, que proclamaram a sua independência em relação à Ucrânia após o golpe de 2014. Anteriormente, a operação tinha a denominação de ATO (operação antiterrorista).


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas