Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Quem vai receber 'resposta esmagadora' do Irã pelo atentado em Ahvaz?

No sábado (22), militantes armados abriram fogo contra uma parada militar na cidade de Ahvaz, matando 29 pessoas e ferindo outras 60. O Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica, que perdeu 12 de seus militares no atentado, prometeu que o Irã daria uma "resposta esmagadora" aos envolvidos no ataque. Mas de quem Teerã irá se vingar?
Sputnik

A responsabilidade pelo atentado foi assumida pelo Movimento Democrático Patriótico Árabe de Ahvaz (Al-Ahvazia), ligado à Arábia Saudita.

O líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei, comentando a tragédia, afirmou que os atacantes receberam dinheiro da Arábia Saudita e dos Emirados Árabes Unidos e que tinham sido apoiados pelos EUA.

Ex-chefe do Conselho de Cultura da administração presidencial iraniana, doutor Abbas Amirifar, acredita que por trás do ataque em Ahvaz estão países do Ocidente que "têm uma atitude hostil perante o Irã".

"Vale destacar que os terroristas que disseram estar envolvidos no atentado instalaram-se no Oc…

Desamparados? OTAN diz que não ajudará Israel caso Irã ataque

O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg disse em entrevista à revista alemã Spiegel que a organização não fornecerá ajuda para Israel em caso de um possível ataque do Irã.


Sputnik

Stoltenberg afirmou na entrevista que Israel é parceiro da OTAN, mas sabendo que não é membro da aliança, o Artigo 5, que dita sobre obrigações mútuas de proteção, não é aplicável.

O secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, em uma coletiva de imprensa após uma reunião do Conselho do Atlântico Norte (NAC) na sessão dos Ministros da Defesa na sede da OTAN em Bruxelas, Bélgica.
Jens Stoltenberg © REUTERS / Eric Vidal

O chefe da OTAN ressaltou que a aliança nunca tomou partido no processo de paz do Médio Oriente e não era tarefa da OTAN.

As relações entre Israel e Irã estão tensas devido às acusações de Tel-Aviv de que Teerã não teria reduzido seu programa nuclear. Além disso, o estado israelense também critica a suposta retórica hostil do Irã em apoio ao governo sírio e ao movimento Hezbollah libanês, que já entrou em confronto contra Israel.

Em 10 de Maio, a Força Aérea israelense atingiu dezenas de alvos iranianos na Síria em retaliação a um ataque das forças iranianas, que supostamente teriam disparado 20 foguetes contra posições das Forças de Defesa de Israel nas nas Colinas de Golã, área sob administração israelense.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas