Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Capacetes brancos preparam novas provocações na Síria, diz enviado russo na ONU

Membros dos Capacetes Brancos estão preparando novas provocações com substâncias tóxicas na Síria, disse o vice-embaixador russo na ONU, Vladimir Safronkov, nesta quarta-feira (24) na reunião do Conselho de Segurança da ONU.
Sputnik

Safronkov observou que os Capacetes Brancos acusariam o governo sírio pelo uso de tais substâncias.

Mais cedo nesta quarta-feira (24), o Major General Viktor Kupchishin, chefe do Centro Russo para a Reconciliação Síria, argumentou que funcionários da mídia estrangeira na província síria de Hama conduziram uma filmagem falsa da "morte" de uma família supostamente devido ao uso de armas químicas pelas tropas sírias.

Em diversas ocasiões, Moscou e Damasco apontaram que os Capacetes Brancos estavam produzindo provocações envolvendo o uso de armas químicas com o objetivo de culpar o governo da Síria e dar aos países ocidentais justificativas para a intervenção no país.
A estratégia de encenar ataques para usá-los como falsa bandeira tem sido usada repetida…

Donald Trump para o G7: 'Crimeia é parte da Rússia porque todo mundo fala russo'

De acordo com o Buzzfeed, o presidente dos EUA, Donald Trump, disse aos líderes do G7 que a Crimeia pertence à Rússia porque os moradores da península falam russo.


Sputnik

Durante um jantar do G7 em 8 de junho, Trump também teria chamado a Ucrânia de um dos países mais corruptos do mundo e questionou por que os líderes do Grupo dos Sete apoiam o país, reportou o Buzzfeed, citando duas fontes diplomáticas.

O presidente dos EUA, Donald Trump, na Cúpula do G7 em La Malbaie, Canadá, em 8 de junho de 2018.
Donald Trump © AFP 2018 / IAN LANGSTON

Não ficou claro se Trump estava brincando ou sinalizando uma mudança na política de governo dos EUA, disse o site, acrescentando que a Casa Branca não respondeu ao pedido de comentários.

Na semana passada, antes de partir para o Canadá, Trump disse aos repórteres que seria bom readmitir a Rússia ao G7. Ele repetiu essa posição mais tarde em uma entrevista à Fox News após a cúpula.

Os líderes das principais economias avançadas do G7 — Estados Unidos, Alemanha, Japão, Reino Unido, França, Itália e Canadá — se reuniram em Quebec para uma cúpula anual de dois dias em 8 e 9 de junho. O grupo costumava ser chamado de G8 antes de a adesão da Rússia ser suspensa em 2014, após a eclosão da crise ucraniana.

A Crimeia separou-se da Ucrânia e voltou à Rússia na primavera de 2014, quando mais de 97% dos residentes da península votaram a favor da reunificação em um referendo.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas