Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

Prestes a 'ganhar' território do tamanho da Arábia Saudita, Brasil carece de recursos para defesa

A ONU deve ratificar no próximo mês, o pleito brasileiro em estender sua faixa de águas jurisdicionais em pelo menos 2,1 milhões de km², uma área equivalente à extensão da Arábia Saudita. Para especialista ouvido pela Sputnik Brasil, movimento precisa vir acompanhado de modernização da Marinha.
Sputnik

Como a Sputnik Brasil mostrou em maio, a demanda já dura há pelo menos 30 anos e tem relação com medições técnicas sobre o ponto onde termina o Brasil continental e até onde é lícito explorar as águas do entorno. O mar territorial brasileiro têm atualmente cerca de 12 milhas náuticas (22 quilômetros) na faixa de água e uma zona econômica exclusiva de 200 milhas náuticas (370 quilômetros). Na parte de solo e sub-solo, área na qual o Brasil pleiteia a extensão, há um limite de mais 200 milhas regulamentadas.

Responsável pela proteção da área oceânica, a Marinha brasileira vem desenvolvendo pesquisas na região desde 2004. Os militares já identificaram potencial possibilidade de exploração de …

Donetsk frustra ataque das Forças Armadas da Ucrânia e causa baixas

Na noite de sábado, unidades das Forças Armadas da Ucrânia atacaram posições das forças da milícia no sul da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD). Três membros das forças ucranianas foram mortos e quatro ficaram feridos, um miliciano foi atingido, informou aos jornalistas o representante do comando operacional da RPD.


Sputnik

"Cerca de 01h00 [19h00, horário de Brasília], as forças ucranianas fizeram uma tentativa de melhorar suas posições no sul de Kominternovo (povoação no sul da RPD controlado pela milícia). Para isso, dois grupos com 15 elementos vieram na direção das nossas posições", disse.

Atirador ucraniano marca posição próximo à região de Donetsk, na Ucrânia
Atirador ucraniano próximo a Donetsk © AP Photo / Efrem Lukatsky

O comando operacional relatou que as forças ucranianas foram vistas e atacadas em seguida com armas não proibidas pelo acordo de Minsk. Como resultado, o ataque foi repelido, as unidades das Forças Armadas da Ucrânia sofreram perdas.

"Segundo dados preliminares, três militares ucranianos foram abatidos e quatro ficaram feridos. Do nosso lado, um defensor recebeu ferimentos", informou o representante.

Em abril de 2014, a Ucrânia iniciou uma operação militar nas províncias orientais de Donetsk e Lugansk, onde foram proclamadas repúblicas populares em resposta ao violento golpe de Estado que ocorreu em Kiev em fevereiro do mesmo ano. Segundo estimativas da ONU, desde o início da crise as hostilidades resultaram em mais de 10 mil mortos.

Comentários

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas