Pular para o conteúdo principal

Postagem em destaque

'Temos armas hipersônicas': Rússia dará resposta à saída dos EUA do Tratado INF, diz Putin

A Rússia não deixará a decisão dos Estados Unidos de retirar-se unilateralmente do tratado de armas nucleares sem resposta, garantiu o presidente russo Vladimir Putin, acrescentando que o país não precisa se unir a outra corrida armamentista.
Sputnik

Moscou ainda está pronta para continuar dialogando com Washington sobre o tratado bilateral que proíbe os mísseis de médio alcance, que se tornou uma das pedras angulares do desarmamento nuclear, disse o líder russo em uma reunião do governo em Sochi. Ainda assim, os EUA devem "tratar esta questão com total responsabilidade", disse o presidente, acrescentando que a decisão de Washington de retirar-se do acordo "não pode e não ficará sem resposta".


Estas não são ameaças vazias, advertiu Putin. Ele disse que a Rússia já havia advertido os EUA contra a saída do tratado ABM que regulamenta os sistemas de mísseis e avisou Washington sobre possíveis retaliações. "Agora, temos armas hipersônicas capazes de penetrar qualquer…

Donetsk testa com sucesso seu próprio lança-foguetes (VÍDEO)

A autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) testou seu lançador múltiplo de foguetes Snezhinka (Floco de Neve, em russo).


Sputnik

Os testes decorreram com sucesso em um dos polígonos da república autoproclamada, informou a edição Ukraina.ru, citando o vice-presidente do Conselho de Ministros da RPD, Aleksandr Timofeev. Além do Snezhinka, foi testado o lança-foguetes Cheburashka.


Imagem relacionada
Lançador de foguetes Snezhinka | Reprodução

Timofeev sublinhou que a nova arma foi desenhada para realizar tarefas de combate a uma distância de 10 quilômetros. Ou seja, contra a primeira e segunda linhas de defesa do inimigo "para evitar perdas desnecessárias de pessoal".

Os lançadores múltiplos de foguetes Snezhinka, com dois mísseis de 324 mm e até 9,6 mil metros de alcance, e Cheburashka, de 217 mm e o mesmo alcance, são produzidos pela indústria de defesa da RPD. Os sistemas foram apresentados pela primeira vez no início de maio em Donetsk.

O sistema Snezhinka foi batizado com este nome incomum pelo líder da RPD, Aleksandr Zakharchenko, que achou os mísseis disparados parecidos com flocos de neve.

Em abril de 2014, a Ucrânia iniciou uma operação militar nas províncias orientais de Donetsk e Lugansk, onde foram proclamadas repúblicas populares em resposta ao violento golpe de Estado que ocorreu em Kiev em fevereiro do mesmo ano. Segundo estimativas da ONU, desde o início da crise as hostilidades resultaram em mais de 10 mil mortos.


Postar um comentário

NOTÍCIAS MAIS LIDAS

Postagens mais visitadas